Frase do dia: "Nunca encontrei uma pessoa tão ignorante que não pudesse ter aprendido algo com sua ignorância." – Galileu Galilei

Posts com tag “reflexão

O passar dos segundos


Passam-se os dias, os meses, os anos, as vidas. Tudo parece estar em constante mudança, terrenos que antes eram habitados por pequenos animais que consumiam apenas o necessário para sua sobrevivência, hoje é o hábitat de diferentes espécies de grandes colunas verticais que com suas “raízes” fincadas no solo do capitalismo, sugam a energia e os nutrientes dos seres que nelas vivem. Habitantes que parecem simplesmente tentar se encaixar no compasso dos clicks do relógio, movidos por uma ideologia instalada em suas cabeças, que os fazem marchar em direção à terra prometida, cobiçada por muitos que não fazem a menor idéia do que existe lá, nem o “por que” batalham tanto para nela chegar. Prometida por alguém que não existe, mas que mesmo assim controla uma sociedade que não tem mais no que acreditar, mas que acreditam para que possam ocupar o vazio que sentem em relação a suas vidas.

Simples seres automatizados recompensados com bananas que mal satisfazem a fome de um povo faminto, que se esquecem de suas necessidades simplesmente ao olhar 4 horas por dia para um cubo espelhado, que promete o transporte da informação de forma rápida, mas que garante a mesma de forma enlatada.

O que fazemos? Para onde vamos? Não importa, contanto que você simplesmente faça e vá. Crianças que antes eram ensinadas a não serem “mal educadas”, hoje são ensinadas a não terem bebês e correrem o risco de serem contaminadas com HIV.

O stress do dia a dia que antes era combatido com pequenos momentos de descontração e risadas com os amigos, hoje é diluído em álcool e outras coisas piores para que possamos apenas ter nosso desligamento temporário.

O que fazemos não é mais tão natural, não dizemos mais porque queremos, não ouvimos mais porque gostamos, nem mesmo pensamos mais da forma que desejamos, se é que alguma vez já pensamos por nós mesmos.

Talvez realmente seja como muitos conformados dizem: “Não há mais o que fazer”.

“Perder tempo em aprender coisas que não interessam, priva-nos de descobrir coisas interessantes.” – Carlos Drummond de Andrade

Siga-me no Twitter @VinWatanabe

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.

Anúncios

Estar sempre certo


Este é um dos maiores apegos humanos, a necessidade de sempre estar certo. Escute conversas entre as pessoas, debates na televisão, em geral forma-se um diálogo onde cada um dos lados diz que está certo e acusa o outro de estar errado.

Em metafísica, no mundo das energias não existe certo ou errado. São todas opiniões. O caminho aparentemente errado para você é o caminho certo do outro.

Demorei bastante para perceber isso em minha vida e há em mim o processo de lidar cada vez melhor com isso. Há três aspectos: Eu posso estar errado, eu não preciso estar certo, eu não preciso competir para estar certo.

Toda vez que alguém me diz que estou errado não me incomodo com isso, primeiro porque pode ser verdade. Uma idéia existe para ser usada e não para que eu me apegue a ela. O fato de estar certo ou errado não me faz melhor ou pior, superior ou inferior. Receber a resposta que eu estou errado é uma das formas mais eficientes de desenvolver a minha idéia. Eu tenho que repensá-la.

Eu não preciso estar certo, estar certo não acrescenta nada ao meu Eu Superior porque este não compete. O segredo é deixar de transformar a idéia de estar certo ou errado numa competição com a idéia do outro e permitir que se transforme numa reflexão e até numa celebração. O fato de estar certo ou errado é apenas uma opinião, me apegar a uma opinião é me apegar a um profundo estado de ilusão.

É extremamente positivo permitir-se ao erro como também é extremamente positivo ouvir a idéia do outro de mente aberta. O erro do outro pode justamente ajudar a aprimorar minha idéia de acerto ou mesmo me levar ao acerto.

Estar sempre certo leva a sérios problemas de comunicação. Estar sempre certo é verdadeiramente nunca respeitar o ponto de vista do outro. Com estranhos isso criará antipatia contra a pessoa que está sempre certa. Com familiares e nas relações cria o conflito certo. Um estranho educadamente vai dar um jeito de sair da proximidade da pessoa que está sempre certa. Não dá para fazer isso com a esposa, filho ou irmão. A certeza na própria opinião acentua a certeza na opinião contraria do outro pelo outro.

Quem está sempre certo (na verdade acha que está sempre certo) se aborrece muito mais do que aquele que sabe que pode estar errado. O apego a idéia de estar certo faz que nos identifiquemos tão fortemente com a idéia que deixamos de nos identificar com nosso próprio eu interior. Quem está sempre certo atrai pessoas que acham que sempre estão certas e as certezas das pessoas atraídas serão sempre contrárias as certezas de quem atraiu. O conflito sempre é inevitável e entrar em conflito é se aborrecer.

Nenhuma pessoa quer que você diga como ela deve pensar e também não que que você não a reconheça como ser pensante ao dizer que ela está errada. Se você tem certeza que está certo use frases como: muito inteligente sua opinião; você trouxe elementos que eu nunca havia pensado; você está ajudando a que eu repense a respeito.

Uma coisa interessante de se notar é que quando todos em seu entorno acham que você está errado e você acha que está certo é provável que esteja errado mesmo. O erro maior residiu em defender sua idéia além do bom-senso. Quando uma idéia é muito boa ela cria raízes por si mesma. Quando uma idéia precisa de defesas enormes é porque ela tem falhas ou porque é tão boa que acaba por se tornar revolucionária e irá mudar a vida de todos, poucos aceitam e acreditam que precisam de mudanças.

Quando você tem certeza de algo milhões de pessoas têm a certeza oposta a sua. Isto cria energeticamente uma batalha. As pessoas que pensam similarmente com você ficam na sua trincheira e as pessoas que pensam ao contrário ficam na trincheira de lá. Dá para perceber que achar-se sempre certo é a forma que os países criam as guerras? Quando possuir a certeza de que está certo, pense também que a idéia oposta do outro também está certa e funciona tão bem quanto a sua no sistema dele, no Universo dele. Você está certo, mas sua vida tem detalhes e elementos que a minha não tem sendo que sua idéia serve perfeitamente a você e a minha serve perfeitamente a mim.

Não perca seu tempo tentando provar que está certo, quando para de tentar provar que está certo geralmente descobre a verdade, se está certo ou está errado. Não caia no erro de por achar-se certo desligar-se do mundo externo de seus sinais e sua bondade. O mundo é como ele é, estar certo é somente um ponto de vista.

Por Marcelo Marinho

“O orgulho é a fonte de todas as fraquezas, por que é a fonte de todos os vícios.” (Santo Agostinho)

“O orgulho devora a si mesmo.” (William Shakespeare)

Fonte:

http://blogs.abril.com.br/painelautoajuda/2009/09/sempre-estar-certo.html


Ditadura educacional


Será que o sistema educacional está correto?

Basicamente o sistema educacional surgiu quando o conceito de behaviorismo estava em alta e sofreu muita influência vinda dessa parte. As teorias behavioristas serviram de inspiração para o psicólogo John B. Watson, que dizia que se escolhesse uma criança de forma aleatória poderia transformá-la no que quisesse desde um médico ou engenheiro a um mendigo ou ladrão. É basicamente o mesmo conceito pensado por John Locke que dizia que crianças eram como uma folha de papel em branco, e poderia escrever o que desejasse nelas. E parte do conceito behaviorista continua no sistema educacional até os dias de hoje, onde se acredita que os alunos são como macinhas de modelar ou robôs prontos para serem programados.

Mas a culpa disso não é apenas de nossos políticos ou governantes, mas sim do sistema capitalista em que vivemos, o qual não necessita que as pessoas pensem ou questionem, e além disso, criam uma hierarquia dentro das escolas que muitas vezes passa despercebidos por muitos, dessa forma fazendo com que aprendamos mais as matérias de exatas do que as de humanas ou biológicas, ou até mesmo adquiramos habilidades artísticas.

Os alunos perderam a identidade, todos são praticamente iguais e focados em um objetivo que é o vestibular, o qual é algo muito ruim, pois isso faz com que seja criada certa rivalidade entre os estudantes que a meu ver, se não existissem leis ou a ética que são duas coisas completamente questionáveis, uns sairiam matando aos outros, pois de certa forma esse instinto de competição já é da natureza humana. Acredito que este tipo de avaliação é errado, não é através de um questionário que se mede os conhecimentos de uma pessoa, e uma nota não indica nada. Se por uma acaso o vestibular fosse tirado dos objetivos dos estudantes ou simplesmente desaparecesse, veríamos um bando de animais correndo em círculos, perdidos na confusão de suas mentes, e procurariam outro objetivo pelo qual pudessem competir novamente.

“A imaginação é mais importante que o conhecimento.” – Albert Einstein

Fonte: Wikipédia

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Adestramento populacional


Com o aumento do valor dos impostos pagos nos dias de hoje, e o real serviço prestado por nossos “coronéis” que governam de forma cada vez mais parasitária neste circo em que vivemos, observamos que para o futuro apenas deixaremos para nossos filhos e netos nosso suor derramado sobre o solo seco de um país quase esgotado.

A educação neste país está cada vez mais precária, e acredito que esse sistema já passou da hora de mudar. Nada aprendemos nas escolas, apenas absorvemos o entendimento de nossos professores que nos injetam aquilo que lhes foi injetado.

Com o passar do tempo, aquela necessidade de questionar foi se perdendo, e o fato de que as pessoas estão ficando cada vez mais desinteressadas e mal informadas faz com que fiquemos com a mente cada vez mais mal formada.

Essas pessoas com o raciocínio crítico mal formado tornam-se facilmente marionetes na mão manipuladora da mídia, que através de nossos televisores nos hipnotizam com suas propagandas tão inteligentes, que nos ilude, fazendo-nos pensar que realmente precisamos de algo que para nós no momento pode proporcionar um pouco mais de ordem e progresso,mas que quando caímos na real, percebemos que apenas enchemos as cuecas de nossos políticos.

As vezes me pergunto: “Por que não é investido tanto dinheiro em educação, quanto deveria ser investido, já que a educação é a base para o bom desenvolvimento do país?”. E é quando me vem a resposta. Embora o futuro do país esteja nas mãos dos jovens de hoje, não investir em educação deixando nossos jovens nessa obesidade mental é uma estratégia política para que não seja ouvido o brado retumbante de um povo que supostamente deveria ser heróico.

“A preguiça é a mãe do progresso. Se o homem não tivesse preguiça de caminhar, não teria inventado a roda.” – Mário Quintana

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Observar é preciso


Um grande mal dos dias de hoje é a ignorância, ou melhor dizendo, é a falta de observação e atenção das pessoas.

Quantas vezes já não nos aconteceu algo que poderíamos ter evitado se simplesmente tivéssemos prestado atenção em certas pistas ou evidências?

Prestando atenção no que fazemos, com quem conversamos, podemos deduzir coisas que muitas vezes podem parecer obvias, mas que por uma desatenção, nós vemos mas não observamos. Por exemplo, você sabe quantos degraus há na escada da sua casa? Quantas canetas há no seu estojo? Onde cada coisa está localizada no seu quarto? Esses podem ser exemplos um pouco bestas, mas fazem parte da observação.

Da próxima vez que você sair e encontrar alguém comece a observar a pessoa, as coisas mais simples geralmente são as mais reveladoras. Sempre observe e questione atentamente, por exemplo, observando o sapato de alguém você percebe que está muito gasto e velho com um pequeno furo na borda, as roupas da pessoa estão antiquadas e um pouco antigas, a cor está desbotada e a barra da calça está um pouco rasgada pelo desgaste que é causado por ficar arrastando no chão. O que se pode concluir é que essa pessoa está passando por problemas financeiros provavelmente, e gasta suas economias mais em comida para sobreviver do que em vestimentas, a barra da calça rasgada de tanto arrastar no chão pode indicar que talvez essa pessoa tenha ganhado a calça e como não lhe serviu, era maior que o seu tamanho por isso arrasta no chão. Mas tudo isso são hipóteses, deve-se sempre analisar tudo, desde a aparência física da pessoa até o ambiente em que você está localizado.

Ou ao encontrar com um colega na casa dele você perceba que metade da camisa dele está molhada e que seu guarda chuva também está o que se pode concluir que provavelmente ele chegou momentos antes de você tocar a campainha da casa dele, ele estivesse em algum lugar que estivesse chovendo e provavelmente estava a pé, e que só metade da camiseta estava molhada, pois dividiu o guarda chuva com alguém.

Finalizando, para se fazer conclusões mais certeiras devem-se sempre observar os sinais (evidências) e sempre questionar o “por que” de tudo, dessa forma você poderá tornar-se um grande observador.

“Você vê, mas não observa.” – Sherlock Holmes

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Marca páginas da eternidade


É comum durante nosso tempo livre sentarmos em frente à nossa televisão ou computador e assistirmos aos programas que nos proporcionam melhor entretenimento. Quantas vezes você naqueles momentos em que não tinha nada para fazer, simplesmente sentou e acessou o Youtube e assistiu vídeos até não aguentar mais, sendo que a grande maioria desses vídeos não nos acrescenta nada de útil no nosso dia a dia.

Quando precisamos de uma receita para preparar uma torta de chocolate, por exemplo, preferimos assistir às explicações da Ana Maria ou da Palmirinha ao invés de lermos a receita na internet. Quantas vezes você caro leitor, não trocou um grande livro com uma bela história pelo filme que naquele momento lhe parecia melhor, pois não precisaria gastar horas lendo o livro.

Nós estamos ficando cada vez menos acostumados com a leitura, ao invés de lermos o jornal, preferimos assistir aos noticiários que muitas vezes nos informam com pouco conteúdo ou em alguns casos com nenhum. As pessoas estão se afogando em sua própria preguiça, e o que podemos esperar para o futuro são pessoas a cada dia com menos informação, médicos cada vez menos qualificados (pois um pedaço de papel escrito que uma pessoa se formou em uma universidade, para mim não vale mais nada, pois são muitos que se formam, mas poucos já estão formados), engenheiros com maiores números de acidentes em suas construções, e pais cada vez menos ignorantes para educar seus filhos, que anos mais tarde serão os pais da próxima geração de obesos mentais.

Graças à preguiça de leitura humana cometemos erros de forma mais frequente, em muitos momentos deixamos de ler simples placas informativas e acabamos nos perdendo. Quantos provavelmente ao ler este blog não ficaram com medo do tamanho do texto que muitas vezes por conter muita informação para que você leitor pudesse ter o entendimento do assunto, simplesmente não saíram no site ou foram para a próxima noticia?

Não ler é o mesmo que não comer, pois comemos para nos mantermos vivos enquanto lemos para nosso cérebro vivo, que caso você não saiba, é o que nos proporciona viver.

Ler também tem implicações na sua saúde, ajuda a combater doenças degenerativas do cérebro como o Mal de Alzheimer que hoje atinge mais de 15 milhões de pessoas no mundo todo.

Não digo aqui que pare de assistir televisão ou vídeos no Youtube, mas que crie o hábito de ler, não importa o que seja livros, blogs, matérias, jornais… mas leia o máximo, pois o futuro das próximas gerações é um reflexo do que fazemos agora.

“Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem.” – Mário Quintana

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.

É comum durante nosso tempo livre sentarmos em frente à nossa televisão ou computador e assistirmos aos programas que nos proporcionam melhor entretenimento. Quantas vezes você naqueles momentos em que não tinha nada para fazer, simplesmente sentou e acessou o Youtube e assistiu vídeos até não aguentar mais, sendo que a grande maioria desses vídeos não nos acrescenta nada de útil no nosso dia a dia.

Quando precisamos de uma receita para preparar uma torta de chocolate, por exemplo, preferimos assistir às explicações da Ana Maria ou da Palmirinha ao invés de lermos a receita na internet. Quantas vezes você caro leitor, não trocou um grande livro com uma bela história pelo filme que naquele momento lhe parecia melhor, pois não precisaria gastar horas lendo o livro.

Nós estamos ficando cada vez menos acostumados com a leitura, ao invés de lermos o jornal, preferimos assistir aos noticiários que muitas vezes nos informam com pouco conteúdo ou em alguns casos com nenhum. As pessoas estão se afogando em sua própria preguiça, e o que podemos esperar para o futuro são pessoas a cada dia com menos informação, médicos cada vez menos qualificados (pois um pedaço de papel escrito que uma pessoa se formou em uma universidade, para mim não vale mais nada, pois são muitos que se formam, mas poucos já estão formados), engenheiros com maiores números de acidentes em suas construções, e pais cada vez menos ignorantes para educar seus filhos, que anos mais tarde serão os pais da próxima geração de obesos mentais.

Graças à preguiça de leitura humana cometemos erros de forma mais frequente, em muitos momentos deixamos de ler simples placas informativas e acabamos nos perdendo. Quantos provavelmente ao ler este blog não ficaram com medo do tamanho do texto que muitas vezes por conter muita informação para que você leitor pudesse ter o entendimento do assunto, simplesmente não saíram no site ou foram para a próxima noticia?

Não ler é o mesmo que não comer, pois comemos para nos mantermos vivos enquanto lemos para nosso cérebro vivo, que caso você não saiba, é o que nos proporciona viver.

Ler também tem implicações na sua saúde, ajuda a combater doenças degenerativas do cérebro como o Mal de Alzheimer que hoje atinge mais de 15 milhões de pessoas no mundo todo.

Não digo aqui que pare de assistir televisão ou vídeos no Youtube, mas que crie o hábito de ler, não importa o que seja: livros, blogs, matérias, jornais… mas leia o máximo, pois o futuro das próximas gerações é um reflexo do que fazemos agora.

“Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem.” – Mário Quintana


Dom X Dedicação


Ter Dom  é ter Talento, vocação ou dom é também o nome que se dá a habilidades artísticas. Assim, afirma-se que tal pessoa tem talento para a música, ou talento culinário, ou talento para lidar com crianças, por exemplo.
Atualmente, usa-se o termo talento para designar habilidades inatas das pessoas, ou capacidade natural para realizar determinadas atividades. Um outro significado do termo é a habilidade extraordinária que algumas pessoas têm para realizar suas atividades diárias, ao ponto de merecerem honra especial.
Estudiosos atuais afirmam que mesmo as habilidades consideradas inatas podem ser desenvolvidas caso haja motivação e com a aplicação de técnicas apropriadas. Assim, qualquer pessoa está, por exemplo, potencialmente apta a aprender música, desde que tenha vontade e use as técnicas apropriadas ao estudo de música.

Sungha Jung é um menino sul-coreano de 13 anos que vem fazendo o maior sucesso na internet, tocando no violão covers indefectíveis de vários sucessos da música popular, sem contar as suas próprias criações. Eu, por tocar um certo tempo violão e ter mais idade que este garoto, fico invejado com a pouca idade que possui e tocar muito melhor que eu, um virtuose. Eu diria que ele é um caso de talento natural, pois em sua página pessoal, ele diz que aprendeu assistindo seu pai tocar e que tira as músicas de ouvido. Além de compor, Sungha já é um violonista profissional e seu estilo de tocar dedilhado impressiona não apenas por sua idade, mas pela perfeita execução.

Para você que toca: depois de assistí-lo, pense bem antes de dizer “eu sei tocar violão”.

Para ver um pouco mais de Sungha Jung, visite o seu canal

http://www.youtube.com/user/jwcfree

Já a Dedicação é a capacidade de se entregar à realização de um objetivo. Não conheço ninguém que tenha progredido na carreira sem trabalhar pelo menos doze horas por dia nos primeiros anos. Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes.
O sucesso é construído à noite! Durante o dia você faz o que todos fazem. Mas, para conseguir um resultado diferente da maioria, você tem de ser especial. Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados. Não se compare à maioria, pois, infelizmente, ela não é modelo de sucesso.
Se você quiser atingir uma meta especial, terá de estudar no horário em que os outros estão tomando chope com batatas fritas.

Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão.
Terá de trabalhar, enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.
A realização de um sonho depende da dedicação.
Há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica. Mas toda mágica é ilusão.
A ilusão não tira ninguém do lugar onde está. Ilusão é combustível de perdedores.

SE DEDIQUE, POIS MESMO AQUELE QUE NÃO NASCEU COM UM DOM EM POTENCIAL, COM A VERDADEIRA DEDICAÇÃO… SOBRESSAI COM TODA A CERTEZA!!!

“No que diz respeito ao empenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem feita ou não faz.” Ayrton Senna

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


“Penso, logo existo” [Pequena introdução]


Pensando...

Penso ou não penso?

Olá!  Estou aqui para mostrar um modo de enxergar as coisas, que para muitos, não é grande novidade.

Apesar de ter muitos assuntos a discutir, o blog acaba tendo idéias contraditórias e extensas, para que se formos discutir tudo, ficaríamos loucos.

A meu ver, o objetivo desse blog consiste em despertar certo modo pensar nas pessoas, nós achamos que pensamos, mas será que isso é de toda verdade? Afinal quando pensamos, realmente pensamos? O que é “pensar”? Sabemos pensar?Quando pensamos, nós perguntamos e vice-versa. Saber perguntar é uma arte, criamos dúvidas que são difíceis de ser esclarecidas, pois não existe perguntas sem prévios conceitos, quando perguntamos, já sabemos algo sobre o assunto, pensamos para chegar à essa pergunta.

Aristóteles dizia: “A marcha natural do intelecto é ir das coisas mais conhecíveis e mais claras para nós às que são mais claras em si e mais conhecíveis. (…) Ora, o que para nós é primeiramente manifesto e claro são os conjuntos mais misturados; é só depois que, dessa indistinção, os elementos e os princípios se destacam por meio da análise.” [“pensem!”]

Mas afinal, para que pensamos? Por que deveríamos pensar?  No que isso vai nos levar? É de alguma serventia? Seguir pensamentos de outros? Ou ter seus próprios pensamentos?

Comentem!

Obrigado.

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Estreiando o blog~


Olá pessoal, começarei estreiando meu blog com um assunto que me incomoda muito… E tenho certeza que também incomoda a muita gente.

A alienação nos dias de hoje está cada vez pior, as pessoas simplesmente não conseguem mais ser elas mesmas, pois a todo momento tentamos agradar a alguém, ou temos medo de que nossos pensamentos sejam muito ridículos aos olhos de outras pessoas.

Caro leitor, se você é uma dessas pessoas, peço-lhe que abra seus olhos. Caso contrário pare de ler já e saia do meu blog imediatamente!

Conversando com muitas pessoas parei para analisar algumas coisas, e percebi que em muitos momentos não fazemos tudo aquilo que gostariamos de fazer, como por exemplo, muitas pessoas não gostam de futebol, e por causa da influência de outras pessoas como amigos e familiares, se sentem na obrigação de gostarem de futebol, ou também vemos todos os dias pessoas com a necessidade de “aparecer”, e que a todo momento fazem de tudo para serem reconhecidas de alguma forma mesmo que seja por um curto período de tempo. As pessoas dos dias de hoje não possuem mais identidade, e passam a viver dentro de uma caixa, ou algo que as impeça de ver o mundo como ele realmente é, e até mesmo de pensarem.

Em muitos momentos me pergunto: “Que mundo é esse em que nós vivemos onde todos dizem ser livres, mas ao mesmo tempo não têm liberdade alguma?”. Somos influenciados a todo momento pelas pessoas a nossa volta, pela mídia, entre outros, não pensamos mais, vivemos apenas a projeção de alguém que não somos nós, algo que mascára nosso “verdadeiro eu”, e por mais que tentemos quebrar essa máscara, não conseguimos ou simplesmente não podemos, pois quando fazemos isso as pessoas nos julgam de modo totalmente irracional. Nossa maneira de pensar não é mais nossa, é tudo pertencete a uma massa  denominada ‘sociedade’ que se diz livre, mas a todo tempo esta mudando de forma e de pensamento, graças a outras pessoas que também vivem nessa sociedade.

Ligamos a Tv todos os dias e assistimos a coisas que nos hipnotizam e que não tem nenhuma serventia na nossa vida cotidiana. Claro que em alguns momentos devemos ter nosso tempo de descanso, mas acredito que não deveríamos gastar nosso tempo assistindo à coisas que manipulam nossa maneira de pensar, ou que fazem com que não pensemos, como por exemplo, programas como “Big Brother” que parece que o país todo acompanha, e fica fascinado por algo fútil.

Tudo que vemos hoje, toda essa miséria, fome, problemas em geral que vemos no nosso cotidiano (ou muitas vezes não vemos ou tentamos não ver), acredito que seja fruto da ignorância do ser humano, e essa ignorância é o que um dia vai nos levar à nossa extinção. Tudo perdeu o verdadeiro sentido como por exemplo, esportes que hoje são motivos para as pessoas se matarem, as pessoas sentem orgulho de torcerem por um time para dizerem que fazem parte de uma massa, ou que estão socialmente incluidos, quando na verdade esportes que tinham o sentido de unir as pessoas, espírito de equipe, hoje não passa de mais um motivo para elas se consumirem.

O ser humano de hoje não sabe mais o que faz, pois está sendo controlado por uma massa. Perceba em alguns momentos em que muitos de nós brigamos com pessoas queridas por motivos bestas, que quando paramos para pensar vemos que perdemos uma amizade ou algo do tipo, por uma coisa tão idiota. Somos egocêntricos e egoístas, nos tornamos pessoas cada vez mais manipuladoras, e com pensamentos cada vez mais cruéis, temos medo de sair de casa para ir até a padaria da esquina comprar pão, vivemos aprisionados em nossas casas quando as pessoas que realmente deveriam estar presas estão mais livres do que nós, mas não somos naturalmente assim, fomos dexados assim pela sociedade doente em que vivemos.

“Quanto mais nos elevamos, menores parecemos aos olhos daqueles que não sabem voar.

Friedrich Nietzsche
Deixo-lhes aqui um video para vocês refletirem:

Ver tradução da música.

Por favor, comentem.

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.