Frase do dia: "Nunca encontrei uma pessoa tão ignorante que não pudesse ter aprendido algo com sua ignorância." – Galileu Galilei

Posts com tag “pessoas

Iguais perante a nacionalidade, diferentes pelo nascimento



O Brasil é um país considerado sem uma identidade. Não se tem um sentimento nacionalista, somente em carnavais e copas do mundo, infelizmente. Porém, ainda está para criar uma para si mesma, deixar de ser sombra de sua metrópole.

Por  ser exatamente uma “mistura” de muitos povos vivendo nesse território tão extenso que é o Brasil, tem-se a impressão de que não há como ter discriminação racial, discriminação da origem de cada um.

Porém, conhecendo um pouco dessa terra que um dia poderá se destacar entre os grandes, sabe-se que da questão da discriminação, e de outras questões, o brasileiro ainda precisa melhorar muito.


De que adianta não ser constante como acontece com países como o Estados Unidos, que faz demarcações evidentes de bairros por etnia (bairros chineses, mexicanos, etc.), mas se existe no Brasil insultos, piadas, brincadeiras, assassinatos, por simplesmente não aceitar que o outro nasceu diferente de você!

Quantas vezes se encontra pessoas que dizem não ter preconceito de nenhuma etnia, mas estranham, e até mesmo proíbem se o filho se casar com uma pessoa de etnia diferente dos pais,  que mude de calçada ou o ritmo do passo quando está para encontrar alguém diferente, ou simplesmente dê risada de piadas sobre etnias diferentes.

O brasileiro precisa pensar que é fácil falar que não é preconceituoso, mas interagir, tratar igualmente cada indivíduo é muito difícil.

Uma das piores situações sobre o preconceito é quando é preciso aceitar a si mesmo, aceitar sua origem. Uma pessoa não nasce com medo de si mesma, a sociedade molda ela para que pense dessa forma, que realmente acredite que é inferior.

Filmes, novelas, seriados brasileiros, escolhem atores pela preferência do público. E essa preferência está ficando, infelizmente, normal. Parece que cada personagem tem um perfil próprio, é determinado que o afro-descendente deve ser de classe baixa, e se representam outra classe social, até se estranha o fato.

Um dos piores exemplos de discriminação para os jovens, é o sistema de cotas, determinando que o afro-descendente necessita de ajuda para poder ingressar em uma boa faculdade. Uma explicação por essa atitude, é pela própria história brasileira. Até concordo que a história do Brasil é muito recente, e com isso não podem ter condições educacionais para poder competir uma “batalha” que é o vestibular. Porém, não seria melhor resolver pela raiz do problema? Ao invés de dar chances, por que não investir em escolas pública que há anos atrás tinha um bom ensino? Talvez dar chances fica melhor para o bolso dos nossos governantes do que melhorar o ensino.

Somos brasileiros, mas será que não podemos ser um pouco mais brasileiros?

YouTube – Martin Luther King – I Have A Dream (Eu Tenho Um Sonho)

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkutsiga-nos no Twitter.


Por que não jogam uma bomba?



Pela falta de recursos favoráveis a moradia, pessoas de baixa renda tiveram a necessidade de se residiar em acostas dos morros, formando o que popularmente chamam por “favela”. As acostas viraram principal ponto de atração de pessoas sem casa própria, pois o governo não cobra pela moradia, não tem saneamento básico, ou seja, não impõe condições de viver nos morros, tornando barato viver em morros.


Como foi decidida que a copa de 2014 seria no Brasil, com as favelas nos morros do Rio de Janeiro, seria menos atrativo para turistas de todo planeta, pois a chegada só iria acarretar um aumento de casos de assaltos, furtos, entre outros crimes que acontecem durante a realização das Copas.
Como seria possivel desmontar algo tão concreto e protegido em tão pouco tempo?
Brasil estaria pronto para gerenciar um evento tão grande como a Copa do Mundo?

As Bombas Atômicas foram lançadas em duas cidades japonesas, Hiroshima e Nagazaki sob o comando de Truman, presidente dos EUA, marcando o fim da Segunda Guerra Mundial. Foram mais de 200 mil pessoas mortas instantaneamente, sendo que grande parte dessas pessoas eram civis e sem contar o número de pessoas contaminadas com a radiação.
Realmente a destruição das duas cidades foi de propósito pacífico como relataram os EUA? Teria necessidade de tal massacre?

Justamente essa situação pode ser aplicada para as favelas. Infelizmente, muitas pessoas ainda tem o pensamento que todo morador da favela é traficante, bandido. Pelo contrário, a minoria das pessoas que moram nas favelas, participam dos crimes que vemos todos os dias nos noticiários.

Então seria justo repetir a atrocidade ocorrida nas cidades japonesas para acabar com o tráfico?

“Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito.”
(Albert Einstein)

Apesar do número de traficantes ser inferior ao imaginado, é extremamente complicado encontrá-los e prendê-los nos morros. Porém, a explicação não é tão complexa para esse fenômeno.
Como a política não proporciona melhores condições de vida para os moradores, eles acabam recebendo essas condições dos traficantes em troca de proteção ou acabam escondendo os traficantes por simples medo.

Essa situação poderia ter sido resolvida se o governo impedisse a formação das favelas, melhorando as condições de vida das pessoas de baixa renda.
O dinheiro usado pelos EUA para recuperar a economia mundial na crise conhecida como “crise de 2009” poderia ter acabado com a fome do mundo, então por que não pelo menos amenizar a pobreza?

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Homens machistas são melhores maridos?


Segundo uma pesquisa realizada por duas pesquisadoras americanas (exatamente… elas são mulheres) da Universidade de Rutgers, em Nova Jérsei (EUA), indica que homens machistas (o termo se refere, nesse estudo, aos caras que “apenas” vêem a mulher como um ser mais fraco, que precisa da proteção masculina – nada a ver com qualquer tipo de comportamento violento ou coisa assim) mostram maior investimento na família, no relacionamento geral e em deixar a companheira satisfeita. Mas este é um estudo descrito como “preliminar”, portanto não levem tão a sério.

Os resultados de testes e entrevistas aprofundadas que Jessica Good e Diana Sanchez fizeram com 102 voluntários homens, demonstram estes resultados  justamente por esse ímpeto de proteger e de cuidar da pobre mocinha indefesa.

Você pode conferir o trabalho completo clicando aqui.

E você o que acha disso? Será mesmo que homens machistas são melhores maridos? Eles amam realmente de forma egocêntrica suas esposas a ponto de poderem cuidar melhor de sua família? Diga sua opinião.

“Cem homens podem formar um acampamento, mas é preciso de uma mulher para se fazer um lar.” – Provérbio Chinês

Fonte: Superinteressante

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.



Filtro solar – Pedro Bial


Aproveitando esse momento de “Carpe Diem”, aqui está um texto de Pedro Bial, sobre modos de aproveitar a vida. É um texto muito bonito e reflexivo, nos ajuda a ver muitas coisas que simplesmente ignoravamos. Aproveitem!

____________________________________________________________________________________________

Nunca deixem de usar filtro solar!
Se eu pudesse dar uma só dica sobre o futuro,seria esta: use filtro solar.Os benefícios a longo prazo do uso de filtro solar estão provados e comprovados pela ciência; já o resto de meus conselhos não tem outra base confiável além de minha própria experiência errante.

Mas agora eu vou compartilhar esses conselhos com vocês.
Aproveite bem, o máximo que puder, o poder e a beleza da juventude. Ou, então, esquece… Você nunca vai entender mesmo o poder e a beleza da juventude até que tenham se apagado. Mas, pode crer, daqui a vinte anos, você vai evocar as suas fotos e perceber de um jeito – que você nem desconfia hoje em dia quantas tantas alternativas se lhe escancaravam à sua frente, e como você realmente tava com tudo em cima. Você não é tão gordo(a) quanto pensa!

Não se preocupe com o futuro. Ou então preocupe-se, se quiser, mas saiba que pré-ocupação é tão eficaz quanto mascar chiclete para tentar resolver uma equação de álgebra. As encrencas de verdade de sua vida tendem a vir de coisas que nunca passaram pela sua cabeça preocupada, e te pegam no ponto fraco às quatro da tarde de uma terça-feira modorrenta. Todo dia enfrente pelo menos uma coisa que te meta medo de verdade. Cante.

Não seja leviano com o coração dos outros.
Não ature gente de coração leviano.
Use fio dental.
Não perca tempo com inveja.
Às vezes se está por cima,
às vezes por baixo.
A peleja é longa e, no fim,
é só você contra você mesmo.
Não esqueça os elogios que receber.
Esqueça as ofensas.
Se conseguir isso, me ensine.
Guarde as antigas cartas de amor.
Jogue fora os extratos bancários velhos.
Estique-se.

Não se sinta culpado por não saber o que fazer da vida.
As pessoas mais interessantes que eu conheço não sabiam,
aos vinte e dois, o que queriam fazer da vida.
Alguns dos quarentões mais interessantes que conheço ainda não sabem.
Tome bastante cálcio.
Seja cuidadoso com os joelhos.
Você vai sentir falta deles.
Talvez você case, talvez não.
Talvez tenha filhos, talvez não.
Talvez se divorcie aos quarenta, talvez dance ciranda em suas bodas de diamante.
Faça o que fizer, não se auto-congratule demais, nem seja severo demais com você.
As suas escolhas tem sempre metade das chances de dar certo.
É assim pra todo mundo.

Desfrute de seu corpo.
Use-o de toda maneira que puder. Mesmo.
Não tenha medo de seu corpo ou do que as outras pessoas possam achar dele.
É o mais incrível instrumento que você jamais vai possuir.
Dance.
Mesmo que não tenha aonde além de seu próprio quarto.
Leia as instruções, mesmo que não vá segui-las depois.
Não leia revistas de beleza. Elas só vão fazer você se achar feio.

Dedique-se a conhecer os seus pais.
É impossível prever quando eles terão ido embora, de vez.
Seja legal com seus irmãos. Eles são a melhor ponte com o seu passado
e possivelmente quem vai sempre mesmo te apoiar no futuro.
Entenda que amigos vão e vem, mas nunca abra mão de uns poucos e bons.
Esforce-se de verdade para diminuir as distâncias geográficas
e de estilos de vida, porque quanto mais velho você ficar,
mais você vai precisar das pessoas que conheceu quando jovem.

More uma vez em Nova York, mas vá embora antes de endurecer.
More uma vez no Havaí, mas se mande antes de amolecer.
Viaje.

Aceite certas verdades inescapáveis:
Os preços vão subir. Os políticos vão saracotear.
Você, também, vai envelhecer.
E quando isso acontecer, você vai fantasiar que quando era jovem,
os preços eram razoáveis, os políticos eram decentes,
e as crianças, respeitavam os mais velhos.
Respeite os mais velhos.
E não espere que ninguém segure a sua barra.
Talvez você arrume uma boa aposentadoria privada.
Talvez case com um bom partido.
Mas não esqueça que um dos dois pode de repente acabar.

Não mexa demais nos cabelos senão quando você chegar aos quarenta
vai aparentar oitenta e cinco.
Cuidado com os conselhos que comprar,
mas seja paciente com aqueles que os oferecem.
Conselho é uma forma de nostalgia.
Compartilhar conselhos é um jeito de pescar o passado do lixo, esfregá-lo,
repintar as partes feias e reciclar tudo por mais do que vale.

Mas no filtro solar, acredite!

“Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.” – Sigmud Freud

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Pais e filhos


Toda e qualquer pessoa necessita sentir-se amada em algum momento, precisa saber que pode receber carinho quando precisa e que alguém a admira, e dentro de uma família todos podem sentir isso, mesmo com todos os defeitos que essa pessoa possa ter. Dentro de uma família qualquer pessoa se sentirá amada e aceita, por mais rude que a família seja, por mais terrível que seja o seu erro (após passado o primeiro momento de aborrecimento que ele provoca).

Uma família sempre concordará e apoiará os filhos em tudo que eles fazem, desde que estejam coisas razoáveis (dentro das regras familiares) e é ela quem provoca o sentimento de conforto e segurança dos filhos.

Cabe aos pais educar seus filhos para que no futuro eles possam cuidar de si mesmos e também de seus criadores, ensinando e passando o exemplo para eles. A educação implica no uso de autoridade para estabelecer limites; dar ordem e proibir o indispensável que possibilite a criança a controlar seus impulsos: toda criança nasce egoísta; ela passa a respeitar os outros através da educação e da disciplina, mas, principalmente pelo exemplo dos pais.

Quando a criança ainda é pequena os pais decidem o “onde”, “quando” e “como”, dessa forma tendo grande controle sobre seus filhos e por eles tomam as decisões que consideram corretas. Os pais apreciam esse certo controle que possuem sobre os filhos, e em muitos momentos sentem-se felizes com essa dependência que seus filhos têm. Mas quando a criança chega ao estágio da adolescência e os pais não têm mais tanto controle dos filhos eles muitas vezes se sentem desesperados. Quantos pais não dizem que sentem saudade da época que seus filhos eram apenas bebês? Admitir que seu filho cresceu equivale a reconhecer que eles estão ficando mais velhos. Muitos pais não se conformam que perderam o “posto” de herói insubstituível do filho, e não conseguem suportar o olhar crítico dos jovens.

Há pais que começam a controlar exageradamente a vida dos filhos, como se pudessem com isso, fazer com que eles voltem a ser crianças: não respeitam sua privacidade, querem participar da vida deles de forma integral, e usam para o controle deles, os perigos que existem nessa idade.

O problema muitas vezes não está apenas nos pais, também estão nos filhos. Os filhos por certa ignorância não querem ouvir seus pais, acham que sempre estão certos, e que tem experiência de vida o suficiente para comandar seu próprio destino. A impaciência dos filhos com os pais é muito grande nos dias de hoje, muitas vezes fazendo com que os pais sofram agressões de seus próprios filhos. Está claro que existem pais que criam seus filhos com rancor e impaciência, e como essa foi a única coisa que seus pais te ensinaram, ele te tratará com esses mesmos sentimentos no futuro. Mas isso não justifica as maldades que muitos filhos fazem com os pais, como dar respostas “mal educadas”, xingar, bater, e até mesmo matar. Muitas destas coisas vêm de influências externas, como colegas que agem dessa mesma forma com seus pais, mas também vem do interior da própria casa, do controle que os pais têm dos filhos. Mas não é espancando, e mal tratando que se resolvem as coisas. Se você trata mal seus filhos, batendo demasiadamente, espancando, xingando,… Sinto muito, mas não espere que ele vá lhe tratar bem no futuro, pois nossos filhos tendem a agir da forma como foram criados. Claro que em certos momentos umas boas palmadas ajudam, pois as crianças têm que criar em suas mentes que para toda ação existe uma conseqüência, mas a conversa e o diálogo nesse momento é muito mais essencial do que qualquer outra coisa.

O maior papel dos pais é educar, compreender e dialogar sempre com seus filhos. E o papel dos filhos é ouvir, respeitar e ter paciência com seus pais, porque muitas vezes, por pior que isso possa parecer, eles sempre estão certos.

Veja esse vídeo, e entenda muitas coisas que antes não entendia:

“A primeira metade de nossa vida é estragada pelos pais. A outra metade, pelos filhos.” – Clarence Darrow

“Os filhos tornam-se para os pais, segundo a educação que recebem, uma recompensa ou um castigo.” – J. Petit Senn

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.

Toda e qualquer pessoa necessita sentir-se amada em algum momento, precisa saber que pode receber carinho quando precisa e que alguém a admira, e dentro de uma família todos podem sentir isso, mesmo com todos os defeitos que essa pessoa possa ter. Dentro de uma família qualquer pessoa se sentirá amada e aceita, por mais rude que a família seja, por mais terrível que seja o seu erro (após passado o primeiro momento de aborrecimento que ele provoca).

Uma família sempre concordará e apoiará os filhos em tudo que eles fazem, desde que estejam coisas razoáveis (dentro das regras familiares) e é ela quem provoca o sentimento de conforto e segurança dos filhos.

Cabe a0s pais educar seus filhos para que no futuro eles possam cuidar de si mesmos e também de seus criadores, ensinando e passando o exemplo para eles. A educação implica no uso de autoridade para estabelecer limites; dar ordem e proibir o indispensável que possibilite a criança a controlar seus impulsos: toda criança nasce egoísta; ela passa a respeitar os outros através da educação e da disciplina, mas, principalmente pelo exemplo dos pais.

Quando a criança ainda é pequena os pais decidem o “onde”, “quando” e “como”, dessa forma tendo grande controle sobre seus filhos e por eles tomam as decisões que consideram corretas. Os pais apreciam esse certo controle que possuem sobre os filhos, e em muitos momentos sentem-se felizes com essa dependência que seus filhos têm. Mas quando a criança chega ao estágio da adolescência e os pais não têm mais tanto controle dos filhos eles muitas vezes se sentem desesperados. Quantos pais não dizem que sentem saudade da época que seus filhos eram apenas bebês? Admitir que seu filho cresceu equivale a reconhecer que eles estão ficando mais velhos. Muitos pais não se conformam que perderam o “posto” de herói insubstituível do filho, e não conseguem suportar o olhar crítico dos jovens.

Há pais que começam a controlar exageradamente a vida dos filhos, como se pudessem com isso, fazer com que eles voltem a ser crianças: não respeitam sua privacidade, querem participar da vida deles de forma integral, e usam para o controle deles, os perigos que existem nessa idade.

O problema muitas vezes não está apenas nos pais, também estão nos filhos. Os filhos por certa ignorância não querem ouvir seus pais, acham que sempre estão certos, e que tem experiência de vida o suficiente para comandar seu próprio destino. A impaciência dos filhos com os pais é muito grande nos dias de hoje, muitas vezes fazendo com que os pais sofram agressões de seus próprios filhos. Está claro que existem pais que criam seus filhos com rancor e impaciência, e como essa foi a única coisa que seus pais te ensinaram, ele te tratará com esses mesmos sentimentos no futuro. Mas isso não justifica as maldades que muitos filhos fazem com os pais, como dar respostas “mal educadas”, xingar, bater, e até mesmo matar. Muitas destas coisas vêm de influências externas, como colegas que agem dessa mesma forma com seus pais, mas também vem do interior da própria casa, do controle que os pais têm dos filhos. Mas não é espancando, e mal tratando que se resolve as coisas. Se você trata mal seus filhos, batendo demasiadamente, espancando, xingando,… Sinto muito, mas não espere que ele vá lhe tratar bem no futuro, pois nossos filhos tendem a agir da forma como foram criados. Claro que em certos momentos umas boas palmadas ajudam, pois as crianças têm que criar em suas mentes que para toda ação existe uma conseqüência, mas a conversa e o diálogo nesse momento é muito mais essencial do que qualquer outra coisa.

O maior papel dos pais é educar, compreender e dialogar sempre com seus filhos. E o papel dos filhos é ouvir, respeitar e ter paciência com seus pais, porque muitas vezes, por pior que isso possa parecer, eles sempre estão certos.

Veja esse vídeo, e entenda muitas coisas que antes não entendia:


Viver o presente


Muito se fala em viver no ”agora”, nos dias que correm!
No entanto existem detalhes que muitas vezes não são abordados, fazendo com que permaneçam dúvidas acerca do assunto.

Todos sabemos que o passado já foi – faz parte de um tempo da nossa vida que vivemos, um tempo em que aprendemos com os nossos erros, e sobretudo que nos possibilitou o estágio onde nos encontramos.

Muitas pessoas insistem em lembrar do passado, insistem em agarrar a situações, que de alguma forma lhe provocaram algum sofrimento, criando a sensação que essas mesma situações continuam em seu coração!

É extremamente dificil essas pessoas serem a que chamamos ”pessoas felizes”, elas apenas são uma ”máquina do tempo”, que insistem em permanecer num tempo que já passou, num tempo que já não lhes pertence!

O que acontece quando isso sucede, é que o fato de uma pessoa estar constantemente ”agarrada” ao passado, transporta para o momento em que vive, transfere para o momento presente, todas as sensações, todas as emoções, rancores, medos e tristezas. Como o portal do tempo é aberto, ou seja, possibilita ao ser ”viajar” para qualquer ponto da sua evolução, quando uma pessoa transporta do seu passado para o momento em que vive todos esses sentimentos e sensações, as dimensões intemporais intercruzam-se, interagem, ”intervivem”.

A pessoa vai sentir na pele exatamente a mesma sensação, o mesmo sentimento aquando determinado acontecimento. Não se trata de um caminho correto para quem deseja alcançar a iluminação, o bem estar, ou mesmo VIVER A VIDA na sua plentitude! Pois, é como se entrasse num circulo vicioso, sempre vivendo o que mais o preocupa, sempre sentindo o que mais o perturba!

Cada dia, cada minuto, cada segundo faz parte da sua vida, faz falta á sua evolução neste plano. Se viver no presente, terá consciência disso. Além do mais, estará aberto a oportunidades que o Universo lhe envia, e a sinais que o seu guia ou protetor fazem questão que conheça.

É necessário sim, olhar para o passado, mas situados no presente, não deixando envolver-nos com emoções, tristezas, traumas que em tempos vivemos! Precisamos olhar como espectadores da nossa própria vida, olhar de fora, observar apenas! Desta forma conseguimos perceber o porquê desse determinado sentimento ou acontecimento, entendendo que contribuiu para o que somos hoje. Assim, todas as emoções menos positivas, todos os sentimentos nocivos, são desfeitos e apagados da nossa memória, contribuindo para o nosso bem estar e tomada de consciência da verdadeira essência da vida!

Por cada dia, por cada manhã ao acordar, lembremo-nos que se trata de mais uma oportunidade! Mais uma oportunidade para alcançar o nosso objetivo principal,estarmos em plena comunhão com a vida!

“Lamentar uma dor passada, no presente, / é criar outra dor e sofrer novamente.”

William Shakespeare

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Somos influenciados até por quem não conhecemos


Todos nós estamos sendo influenciados por outras pessoas a todo momento, o que não imaginávamos é que isso poderia vir de pessoas que nem conhecemos.

Lendo a revista Galileu, me chamou a atenção uma matéria que dizia sobre as “Redes de influência”, que mostrava o quanto seu comportamento é influenciado pelos outros e até por pessoas que você nunca viu na vida.

Redes de influência

Quando os assuntos são felicidade e obesidade, pessoas que você nem conhece influenciam seu comportamento e estado de espírito, mais até do que parênteses próximos. (Veja imagem abaixo)

O que observamos no artigo é que você geralmente acaba sendo influenciado por seu amigo, que também é influenciado pelo amigo dele… logo, você acaba tendo uma parcela de influência sobre outras pessoas, que também tem uma parcela de influência sobre você.

Desta forma, sua probabilidade de se contaminar depende das pessoas com quem você interage. Após controlar fatores, como diferença dos níveis sócio-econômicos, os pesquisadores descobriram que as chances de uma pessoa se tornar obesa aumenta em 57% se isso acontece com um dos seus amigos, 40% se ocorrer com um irmão e 37% com o marido ou mulher, independentemente da idade.

No entanto, os vizinhos não têm quase nenhuma influência, e a distância que você mora daquele amigo obeso também não conta muito. Isso significa que o mecanismo de difusão da obesidade é diferente do da felicidade.

Em vez da imitação comportamental, a chave parece estar na adoção de normas sociais. Em outras palavras à medida que vemos nossos amigos engordando, isso muda nossas idéias sobre o que é um peso aceitável.
Uma semelhança com a felicidade é que amigos e parênteses do mesmo gênero exercem uma influencia maior. Apesar de não estar clara a importância disso para o contagio emocional, as normas para as medidas corporais são claramente determinada pelo gênero: “Mulheres se miram em mulheres, homens miram em outros homens”.

“O verdadeiro professor defende seus alunos contra sua própria influência.” – Amos Alcott

Fonte: Revista Galileu

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Amizade


20 de julho, nesse dia comemoramos uma data especial, o dia internacional do amigo. Amigos, sim, aqueles que estão sempre ao nosso lado em todos momentos de nossas vidas.

Infelizmente, tudo que é bom vem consigo algo ruim. Mas afinal, o que há de ruim na amizade? Simplesmente a frustração, a traição, falsidade.

Quando criamos um círculo de amizade, criamos uma máscaras para nós, para tentarmos mostrar uma imagem queremos dar a esse novo amigo, sendo assim, nossos amigos acabam criando uma máscara para eles, o grande problema da amizade, é quando essa máscara cai, e descobrimos quem realmente é esse novo amigo, e acabamos saindo frustrados de uma amizade que poderia ser uma bela amizade sendo sinceros desde o começo. O mesmo fato ocorre quando existe a confusão entre amigos de sexo opostos, quando um dos lados acabam tendo segundas intenções que acabam com as amizades que até aí, pareciam ser verdadeiras.

São muito abundantes às referências à traição presente na amizade. As traições e os falsos amigos existem, obviamente. Não é isso que está em causa. Mas temos que reconhecer igualmente que há muitas razões que podem acabar ou diminuir uma amizade, sem que nisso haja propriamente traição. Mudamos. As nossas ideias, os nossos gostos, os nossos interesses mudam. E isso pode também levar a que hajam amizades que se percam. Por outro lado, há também a incompatibilidade entre os nossos espaços familiares e a amizade. Quando os primeiros crescem, a amizade, ou certas amizades, podem ser profundamente atingidas. É, no fim de contas, o que diz Aristóteles a propósito da amizade e da multiplicação da mesma:

Aquele que é amigo de toda a gente, não é amigo de ninguém.

É uma fatalidade. Não podemos multiplicar as nossas amizades. Nem podemos multiplicar os nossos amores. O tempo de que dispomos é escasso para alimentar muitas amizades e amores. O que dedicamos a uns, falta aos outros, inviabiliza-os.

É frequente na vida adulta: o número de amigos e as amizades cresce quando o amor à escala da família falha ou está em crise. Ou vice-versa. Ou seja: não são os nossas fraquezas ou o nosso lado mau e obscuro a liquidar as nossas amizades. É a vida, é a família.

“Se um amigo deixa de o ser é porque nunca o foi verdadeiramente” Provérbio chinês

Um caso atual de traição: http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2010/7/goleiro_transfere_culpa_para_o_melhor_amigo_97038.html

Por outro lado, e sim, pelo melhor lado, o lado de não enxergar as coisas, o lado de coisas “boas”, a amizade é linda, e amigos precisamos cultivar, são essenciais para nossa vida.

Os amigos de verdade são aqueles que vêm compartilhar a nossa felicidade quando chamamos, e a nossa desgraça sem serem chamados. É preciso ser amigo muito mais do que ter amigos. A amizade implica sinceridade, autenticidade e a responsabilidade. A amizade é a simplicidade, integridade, espontaneidade e a fidelidade absoluta.

Bons amigos são difíceis de se achar, difíceis de se deixar e impossível de se esquecer. A amizade começa onde termina ou quando conclui o interesse. O vitorioso tem muitos amigos; o vencido, bons amigos. O melhor espelho é um velho amigo. Um amigo é uma pessoa com a qual se pode pensar em voz alta.

Há quem duvide, mas, pode existir amizade entre um homem e uma mulher, sim. Em alguns casos – é verdade – a carne é fraca e acaba rolando alguma coisa. Mas, tirando isso, sexos opostos podem dividir experiências e aproveitar as dicas um do outro para se dar bem em relacionamentos. Basta saber administrar. Quem não costuma gostar muito é a namorada, ou o namorado, que não suporta ver seu par colado em alguém do sexo oposto.

Nenhum inimigo é capaz de nos magoar ou frustar tampouco nos decepcionar, apenas os amigos são capazes de fazê-lo e o fazem muitas vezes, por isso são amigos porque nos desafiam a lhes tolerar as falhas, a lhes estimular melhorias, a lhes auxilias nas dificuldades e vice-versa nessa relação de mão dupla, nesse intercâmbio afetivo-mental. Porque a amizade é o elo mais poderoso do amor e dificilmente se rompe, e quando rompido tem forte tendência a ser religado, pois que a amizade sempre deixa a porta aberta para o perdão.

Cada pessoa que passa em nossa vida, passa sozinha, é porque cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra! Cada pessoa que passa em nossa vida passa sozinha e não nos deixa só porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós. Essa é a mais bela responsabilidade da vida e a prova de que as pessoas não se encontram por acaso. Charles Chaplin

Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade. Confúcio

Enfim, caro leitor, tenha um feliz dia da amizade!

Comentem! Obrigado

Fontes: www.terra.com.br, http://www.loveessaysbook.com/Amor-Amizade/Amizade-Traicao.htm

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


CONTROLE da mente


O que você pensa enquanto assiste TV? Enquanto assiste ao seu programa predileto, sua novela, seu seriado?

Na verdade… Você não pensa.

Estudos recentes feitos por pesquisadores mostraram que enquanto as pessoas assistem à TV, a atividade do cérebro direito excede em número a atividade do cérebro esquerdo por uma relação de dois para um. Colocando de maneira mais simples, as pessoas estão em um estado alterado e muito freqüentemente, em transe. Elas estão conseguindo a sua beta-endorfina “fixa”.

Nós passamos apenas a seguir os comandos da TV sendo que quem deveria ter o “controle” somos nós. A televisão com suas propagandas cada vez mais hipnotizantes acabam fazendo com que nós não pensemos e fazem com que as pessoas com maior predisposição para comprar os seus produtos o faça. Mas esse é um assunto para outro post… Veja como a TV nos controla:

“A televisão é a maior maravilha da ciência a serviço da imbecilidade humana.” – Barão de Itararé

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Cientistas dizem que raça humana poderá se extinguir em 100 anos


Mundo sem humanos

O cientista australiano Frank Fenner, famoso por ajudar a erradicar o vírus da varíola, afirma que a raça humana se extinguirá dentro dos próximos 100 anos. Segundo o estudioso a superpopulação, o consumo descontrolado de bens e as grandes mudanças que vêm ocorrendo no clima que levam ao aquecimento global serão as principais causas desse acontecimento.

Segundo ele “…teremos o mesmo destino que a população da Ilha de Páscoa, e isso tendo em conta que a mudança climática está só começando”, diz o acadêmico. E também afirma: “A revolução industrial deu lugar a uma época que provocou um efeito no planeta que rivaliza com qualquer era de gelo ou impacto de um cometa”. O cientista diz que não quer alterar o modelo de desenvolvimento humano que “segue o caminho de seu próprio fim biológico apesar das múltiplas advertências”. Segundo o estudioso “é uma situação irreversível e já é muito tarde para revertê-la”.

Mas há controvérsias, o cientista Stephen Boyden comentou que existe um pessimismo generalizado entre os ecologistas, mas que acredita que se começarmos a fazer algo agora há sim como frear o dano ecológico.

Também devemos recordar que em 2006, o professor e ambientalista James Lovelock, que sugeriu a Hipótese de Gáia advertiu que a população mundial poderá não sobreviver aos efeitos do aquecimento global e que todos os esforços para reverte-lo serão em inúteis.

E você o que acha? A raça humana realmente extinguirá dentro de 100 anos?

“Não temo nossa extinção. O que realmente temo e receio é que o ser humano arruine o planeta antes da sua partida.” – Lorem Eiseley

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.