Frase do dia: "Nunca encontrei uma pessoa tão ignorante que não pudesse ter aprendido algo com sua ignorância." – Galileu Galilei

Posts com tag “mentira

Enganando a si mesmo


Todos nesse imenso planeta em que vivemos já contou ao menos uma mentira na vida, em média uma pessoa normal conta cerca de 3 mentiras a cada 10 minutos de conversa, mas o que nos leva a fazer isso?

Mentir segundo especialistas está ligado à vergonha de admitir fraquezas ou a uma busca por atenção. Ou seja, o mentiroso prefere inventar histórias sobre si mesmo ou outras pessoas, do que encarar a dura realidade ou simplesmente para chamar atenção. Muitas vezes quando mentimos estamos tentando fazer com que nossa auto estima aumente, como por exemplo, quando contamos sobre algum acidente que aconteceu conosco, às vezes um simples corte no dedo com a faca ao descascar batatas, seja motivo para você quase perder o dedo. Sentimos que possuímos mais atenção nesse momento, e isso faz com que venhamos a mentir cada vez mais. Mas existem diferentes tipos de mentirosos: ocasional, frequente, habitual e o profissional.

O mentiroso ocasional mente apenas em momentos em que não há saída, e mente para que não haja conflitos no futuro. Já o frequente conta mentiras simplesmente com o intuito de chamar atenção, ou para não ter que encarar a realidade em que vive. Mas em ambos os casos conseguimos identificar até que com certa facilidade quando existe um desses dois tipos de mentirosos conversando com a gente. Os mentirosos habituais e profissionais já são mais difíceis de serem percebidos. O mentiroso habitual está tão acostumado a mentir que pode nem se importar, ou se dar totalmente conta de que está mentindo, e assim ele não demonstra através de sua linguagem corporal. O mentiroso profissional ensaia suas mentiras tão bem que demonstra pouca coisa.

Mentir de mais pode ser considerado doença também, atualmente o mentiroso compulsivo está sendo considerado um doente mental, passível de tratamento.

Para nos expressarmos melhor utilizamos a linguagem corporal, cientistas dizem que passamos mais informações pela nossa linguagem corporal do que com a linguagem verbal e é através dessa linguagem que podemos saber quando alguém está mentindo ou falando a verdade.

Aqui vão 7 técnicas para saber se alguém está realmente sendo sincero com você:

  1. Uma teoria conhecida é de que um sorriso só é genuíno se envolve a musculatura em torno dos olhos. É verdade, mas não é só isso: quando o sorriso é real, o movimento dos lábios geralmente não dura muito mais do que meio segundo. Desconfie de sorrisos muito longos.
  2. Piscar os olhos muito rápidos é sinal de alta atividade mental. Ou seja, quando uma pessoa pisca muito mais rápido do que o normal, é provável que esteja inventando alguma coisa.
  3. Coceira no nariz, olho, orelha ou pescoço durante a fala geralmente indicam que a pessoa está escondendo algo.
  4. Quando uma pessoa mente a memória real daqueles eventos não existe, então recitar tudo de novo em ordem contrária sem hesitar é quase impossível.
  5. Um mentiroso normalmente repete frases e dificilmente consegue entrar em detalhes sobre aquilo que está falando.
  6. Um passo ou movimento para trás, seguido ou não de cruzamento dos braços, pode significar que a pessoa não acredita no que acabou de falar.
  7. Se alguém insiste em dizer coisas como “estou falando a verdade” ou “você não vai acreditar, mas…”, desconfie.

Na série ‘Lie to Me’ o especialista em microexpressões e linguagem corporal Dr. Cal Lightman (Tim Roth), usa seu talento para detectar fraudes e assistenciar na obediência às leis com a ajuda do seu grupo de pesquisadores e psicólogos. O personagem é baseado em Paul Ekman, notável psicólogo e expert em linguagem corporal e expressões faciais.

Curiosidade: A linguagem corporal está ligada aos seus sentimentos, e é demonstrada na grande maioria das vezes involuntariamente, se uma pessoa finge uma forma de linguagem corporal as outras partes do corpo irão contradizer esse fingimento, então é muito difícil de conseguir mentir sem que ninguém descubra, mas psicopatas (pessoas com ausência de emoções e valores morais básicos) conseguem fingir perfeitamente que estão sentindo um sentimento, e isso é usado por eles para manipular as pessoas ao seu redor.

“The truth is written on all our faces.(A verdade está escrita em nossos rostos.)” – Cal Lightman (Lie to Me)

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.

Anúncios

Comando da internet e redes sociais


Segundo uma pesquisa recente feita pela ONU (Organização das Nações Unidas), o Brasil está classificado na 65ª posição do ranking mundial de acesso digital. Porém é o país que apresenta o maior tempo médio de acesso mensal por residência, sendo este de 23 horas e 56 minutos por internauta. Claramente o brasileiro fica um tempo excessivamente grande navegando pela internet, mas será que tudo que lemos e vemos é verdadeiro?

Com a facilidade da internet, os outros meios de comunicação acabam perdendo sua importância e as pessoas acabam voltando toda sua atenção para as noticias digitais. Mas algumas dessas notícias são apenas mentiras, às vezes por falta de informação de seu autor ou por pura tentativa de sacanear o leitor. Para que isso não ocorra, o leitor deve questionar, pesquisar e pensar, para verificar se a noticia é ou não verídica.

Em uma matéria publicada na revista Galileu de outubro de 2009, “Eu sou fake”, mostra claramente como não dá para crer em tudo o que esta na rede. Os perfis Fakes ou falsos estão se tornando comuns nas redes sociais como Orkut e Twitter. Entre as personalidades com Fakes, estão nomes como o de Marcos Mion, Bento Ribeiro e o já falecido Mussum.
O pior de tudo isso, é que muitos seguidores acreditam cegamente que estão tendo uma conversa com essas pessoas famosas, e que estão fazendo amizade com elas, trocando confidências e que eles estão simplesmente contando intimidades para o mundo. E tudo não passa de uma mentira.

A utilização do Twitter se tornou tão popular entre os internautas que, recentemente a revista Veja publicou uma matéria de capa, com o título “Cala boca Galvão”.
A repercussão desta campanha foi tamanha que ganhou as páginas do jornal internacional The New York Times e, além disso, uma faixa foi colocada no estádio Ellis Park (pelo Pânico na TV), na África do Sul, durante a partida de estréia do Brasil na Copa do Mundo de 2010.
Verdade ou não o que é publicado nas redes sociais acabam se tornando uma mania mundial. Tem que estar atento e saber diferenciar aquilo que é verdadeiro. Usar o bom senso e pesquisar.

“Uma mentira dá uma volta inteira ao mundo antes mesmo de a verdade ter oportunidade de se vestir.” – Winston Churchill

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.