Frase do dia: "Nunca encontrei uma pessoa tão ignorante que não pudesse ter aprendido algo com sua ignorância." – Galileu Galilei

Posts com tag “felicidade

Dinheiro compra felicidade?


Sinto informar, mas dinheiro não compra felicidade, mas ajuda a obtê-la. É por esse motivo que tanta gente vive angustiada juntando dinheiro para quando chegar o dia em que não precisarão mais se preocupar com a falta dele.

Todos precisamos de bem – estar e conforto de vez em quando, caso contrário enlouqueceríamos se tivesse que trabalhar por muito tempo sem podermos ter nossos momentos de lazer e reflexão. Dinheiro é um elemento que quando não garantido nos colocam em situações de estresse. Quando temos isso garantido podemos nos ver mais livres, podemos gastar e fazer aquilo que desejamos, dessa forma nos proporcionando um certo bem estar ou felicidade.

Mas por outro lado ter dinheiro não nos garante que tenhamos amizades verdadeiras e o amor, que são essenciais para o ser humano se sentir completo.

Um dos sinais de que dinheiro não tem tanto a ver com felicidade é o índice de suicídios por países. O suicídio está mais ligado aos sentimentos depressivos de solidão das pessoas. Entre os países com alto índice de suicídio estão os Estados Unidos e a França, com cerca de 460 a 500 pessoas para cada 100 mil habitantes, enquanto no Brasil e no México (relativamente mais pobres) este número fica entre 80 a 160.

“Se você ganhar muito dinheiro, coloque-o a serviço de ajudar os outros, enquanto você for vivo. Esta é a maior satisfação de riqueza.” – Dalai Lama


Fonte: Mundo Estranho

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.

Anúncios

O que é Felicidade? [Tópico grande]


Felicidade? É de comer? O que seria exatamente a felicidade?

O Enigma que desde sempre inquieta a humanidade.

Cada pessoa tem um conceito sobre o que é felicidade e como conquistá-la. A dificuldade está na maneira de como lidamos com as adversidades da vida.

Embora seja um tema tão antigo quanto a própria civilização, a busca da felicidade ainda constitui o problema maior de todos os seres humanos no século XXI.  Pesquisas mostram que a felicidade se encontra nas pequenas coisas da vida, muitas vezes perdidas na rotina do dia a dia. Vivemos tão enlouquecidos correndo atrás de “coisas”, que mal temos tempo para aproveitar aquilo que já temos. Muitos colocam o foco naquilo que ainda não tem e, por isso perdem a oportunidade de aproveitar coisas simples e maravilhosas como a própria vida.

Algumas pessoas só se sentem felizes por algum motivo externo, porém, momentâneo, quando estão apaixonadas por alguém, quando ganham algum prêmio, um elogio, uma promoção. As pessoas jamais serão felizes se ficarem esperando que os outros ajam da forma como elas querem ou que aconteça algo em especial.

Para muitos, a felicidade consiste em adquirir bens materiais, ter um trabalho bem-remunerado e ser reconhecido por seus talentos, possuir uma família harmoniosa e gozar de boa saúde. A pessoa acredita que, se conquistar tudo isso, é o suficiente para encontrar a felicidade.

Outro paradoxo são as pessoas que sempre querem ganhar muito dinheiro, acreditando que com isso alcançará a felicidade. No entanto, ser rico não quer dizer ser feliz.

Qual é o papel do dinheiro na vida das pessoas? No âmbito de qualquer sociedade, as pessoas ricas são vistas como mais felizes do que as pessoas pobres. Mas temos observado que ao longo desses últimos anos a renda de muitas pessoas tem crescido, mas a felicidade não tem acompanhado esse crescimento.

Algumas dicas para felicidade:

• Aprenda a viver aqui e agora.

• Valorize o aspecto positivo.

• Redescubra a sua própria inocência.

• Conceda-se pequenos prazeres.

• Deixe agir o seu instinto.

• Fotografe seus momentos felizes.

• Respire profundamente, faça exercícios e cuide da saúde

• Use a criatividade

•Deixe fluir a sua energia interior.

•Ouse

As crianças são sábias quando conceituam, com uma simplicidade invejável, o que é a felicidade. No universo delas, a felicidade está em pequenos gestos, em uma partida de futebol com os amigos ou em uma refeição cheia de comidas gostosas. É com esse mesmo sentimento pueril que Daniel Gilbert, professor de psicologia da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, que estuda a felicidade há mais de duas décadas, conceitua a sensação de bem-estar. Em suas pesquisas e livros sobre o tema, Gilbert mostra o que teimamos em não perceber no dia-a-dia: a felicidade não é uma sensação eterna ou um estado de êxtase, daqueles que se atingem nos momentos de extremo prazer. Estar feliz ou triste é um ir e vir. Apesar de difíceis, os processos de infelicidade também funcionam como um momento para amadurecer, pensar e repensar as atitudes, os projetos.

Não há respostas concretas mas há pistas do que leva até ela. O filósofo grego Aristóteles afirmava, há mais de 2 mil anos, que a felicidade se atinge pelo exercício da virtude e não da posse.

“Felicidade não é o que acontece na nossa vida, mas como nós elaboramos esses acontecimentos. A diferença entre o sábio e o ignorante é que o primeiro sabe aproveitar suas dificuldades para evoluir, enquanto o segundo se sente vítima de seus problemas”
Roberto Shinyashiki

O que é felicidade pra você? Comente!

Fonte: http://www.google.com.br

http://consultoriodepsicologia.blogs.sapo.pt/5092.html

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.