Frase do dia: "Nunca encontrei uma pessoa tão ignorante que não pudesse ter aprendido algo com sua ignorância." – Galileu Galilei

Comportamento

O passar dos segundos


Passam-se os dias, os meses, os anos, as vidas. Tudo parece estar em constante mudança, terrenos que antes eram habitados por pequenos animais que consumiam apenas o necessário para sua sobrevivência, hoje é o hábitat de diferentes espécies de grandes colunas verticais que com suas “raízes” fincadas no solo do capitalismo, sugam a energia e os nutrientes dos seres que nelas vivem. Habitantes que parecem simplesmente tentar se encaixar no compasso dos clicks do relógio, movidos por uma ideologia instalada em suas cabeças, que os fazem marchar em direção à terra prometida, cobiçada por muitos que não fazem a menor idéia do que existe lá, nem o “por que” batalham tanto para nela chegar. Prometida por alguém que não existe, mas que mesmo assim controla uma sociedade que não tem mais no que acreditar, mas que acreditam para que possam ocupar o vazio que sentem em relação a suas vidas.

Simples seres automatizados recompensados com bananas que mal satisfazem a fome de um povo faminto, que se esquecem de suas necessidades simplesmente ao olhar 4 horas por dia para um cubo espelhado, que promete o transporte da informação de forma rápida, mas que garante a mesma de forma enlatada.

O que fazemos? Para onde vamos? Não importa, contanto que você simplesmente faça e vá. Crianças que antes eram ensinadas a não serem “mal educadas”, hoje são ensinadas a não terem bebês e correrem o risco de serem contaminadas com HIV.

O stress do dia a dia que antes era combatido com pequenos momentos de descontração e risadas com os amigos, hoje é diluído em álcool e outras coisas piores para que possamos apenas ter nosso desligamento temporário.

O que fazemos não é mais tão natural, não dizemos mais porque queremos, não ouvimos mais porque gostamos, nem mesmo pensamos mais da forma que desejamos, se é que alguma vez já pensamos por nós mesmos.

Talvez realmente seja como muitos conformados dizem: “Não há mais o que fazer”.

“Perder tempo em aprender coisas que não interessam, priva-nos de descobrir coisas interessantes.” – Carlos Drummond de Andrade

Siga-me no Twitter @VinWatanabe

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.

Anúncios

Faça a diferença


Todos os dias acordamos, escovamos os dentes, tomamos nosso café e saímos para trabalhar. Inúmeras vezes nos deparamos com situações as quais nos fazem pensar: fome, injustiças, corrupção, violência, dentre muitas outras que fazem com que pensemos duas vezes antes de colocar nossos pés nas ruas para ir ao trabalho.

Em alguns momentos conversamos com outras pessoas sobre a situação, reclamamos que ninguém faz nada e culpamos nosso governo, e com razão, pela nossa insegurança e pela miséria do mundo. Mas apenas reclamar e discutir para se calar mais tarde não adianta. Se queremos um mundo mais justo, igualitário e seguro, devemos lutar por isso, afinal o mundo não vai se mudar sozinho ou esperando que alguém tenha um ato de boa ação para nos livrar das dores dos tempos modernos.

O ser humano é egoísta por natureza, isso é o que muitos dizem e não creio que seja mentira, mas também acredito que todos que tenham o mínimo de compaixão (isso exclui psicopatas óbviamente) percebem as atrocidades que ocorrem a nossa volta, só não conseguem ter a iniciativa de fazer algo grandioso para ajudar. Se cada um fizesse o menor ato de bondade como doar roupas e alimentos em ONG’s e instituições que ajudam os necessitados, o mundo poderia se tornar um lugar muito mais agradável de se viver.

Se quer um mundo melhor, pare de reclamar e simplesmente faça a diferença!

Comentem!

“Só tem direito de criticar aquele que pretende ajudar.” – Abraham Lincoln

Esse texto é dedicado a uma grande conversa que tive com uma grande pessoa.

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


A história das coisas


Um vídeo bem interessante para pensar e abrir um pouco a mente das pessoas “cegas”.

Comentem o que acham sobre isso.

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkutsiga-nos no Twitter.


Iguais perante a nacionalidade, diferentes pelo nascimento



O Brasil é um país considerado sem uma identidade. Não se tem um sentimento nacionalista, somente em carnavais e copas do mundo, infelizmente. Porém, ainda está para criar uma para si mesma, deixar de ser sombra de sua metrópole.

Por  ser exatamente uma “mistura” de muitos povos vivendo nesse território tão extenso que é o Brasil, tem-se a impressão de que não há como ter discriminação racial, discriminação da origem de cada um.

Porém, conhecendo um pouco dessa terra que um dia poderá se destacar entre os grandes, sabe-se que da questão da discriminação, e de outras questões, o brasileiro ainda precisa melhorar muito.


De que adianta não ser constante como acontece com países como o Estados Unidos, que faz demarcações evidentes de bairros por etnia (bairros chineses, mexicanos, etc.), mas se existe no Brasil insultos, piadas, brincadeiras, assassinatos, por simplesmente não aceitar que o outro nasceu diferente de você!

Quantas vezes se encontra pessoas que dizem não ter preconceito de nenhuma etnia, mas estranham, e até mesmo proíbem se o filho se casar com uma pessoa de etnia diferente dos pais,  que mude de calçada ou o ritmo do passo quando está para encontrar alguém diferente, ou simplesmente dê risada de piadas sobre etnias diferentes.

O brasileiro precisa pensar que é fácil falar que não é preconceituoso, mas interagir, tratar igualmente cada indivíduo é muito difícil.

Uma das piores situações sobre o preconceito é quando é preciso aceitar a si mesmo, aceitar sua origem. Uma pessoa não nasce com medo de si mesma, a sociedade molda ela para que pense dessa forma, que realmente acredite que é inferior.

Filmes, novelas, seriados brasileiros, escolhem atores pela preferência do público. E essa preferência está ficando, infelizmente, normal. Parece que cada personagem tem um perfil próprio, é determinado que o afro-descendente deve ser de classe baixa, e se representam outra classe social, até se estranha o fato.

Um dos piores exemplos de discriminação para os jovens, é o sistema de cotas, determinando que o afro-descendente necessita de ajuda para poder ingressar em uma boa faculdade. Uma explicação por essa atitude, é pela própria história brasileira. Até concordo que a história do Brasil é muito recente, e com isso não podem ter condições educacionais para poder competir uma “batalha” que é o vestibular. Porém, não seria melhor resolver pela raiz do problema? Ao invés de dar chances, por que não investir em escolas pública que há anos atrás tinha um bom ensino? Talvez dar chances fica melhor para o bolso dos nossos governantes do que melhorar o ensino.

Somos brasileiros, mas será que não podemos ser um pouco mais brasileiros?

YouTube – Martin Luther King – I Have A Dream (Eu Tenho Um Sonho)

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkutsiga-nos no Twitter.


Ignorância, a doença dos tempos modernos (complemento)


Apenas um vídeo muito bom para complementar um pouco do que foi dito no post anterior !

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkutsiga-nos no Twitter.


Ignorância, a doença dos tempos modernos


Você acha que vê o mundo de forma certa? O mundo a sua volta é um lugar pacífico e feliz? Sinto muito, mas talvez você esteja sofrendo da mesma doença que grande porcentagem do mundo também sofre. Mas não se preocupe, ela é muito comum nos dias de hoje, para falar a verdade, sempre foi comum desde que o homem se tornou mais inteligente e consciente. Essa doença pode ser controlada (infelizmente não há cura ainda). Estamos falando da ignorância, também conhecida como “falta de pensamento crítico ou conhecimento”, “síndrome do cérebro dormente” ou “imbecilidade” “cegueira daqueles que ainda enxergam”.

Seus sintomas principais são:

Baixa percepção dos acontecimentos recentes; a pessoa afetada passa a acreditar de forma plena que o mundo à sua volta é um lugar lindo e maravilhoso; acontecimentos cotidianos que não estão corretos (pessoas passando fome, guerras, caos, violência, políticos corruptos…) parecem não causar reação alguma no portador da doença; a pessoa parece se importar somente com ela mesma, parecendo não ligar para acontecimentos importantes acontecendo à sua volta; em casos mais graves a ignorância pode causa irritação à pessoas que entram em contato com o paciente; ignorância não é transmissível para aqueles que não são portadores da doença (se fosse o mundo estaria perdido), mas em contato com outras pessoas que sofrem dos mesmos sintomas pode causar agravamento no quadro de saúde mental.

Definição da doença:

A ignorância se refere à falta de conhecimento, sabedoria e instrução sobre determinado tema, ou ainda à crença em elementos amplamente divulgados como falsos. Em situação em contrapartida o ignorante estabelece critérios que desclassifiquem o conselho alheio, em prol da sua falta de conhecimento, busca estabelecer idéias falsas sobre si mesmo e o mundo que o cerca de forma errônea, que desagrade aqueles que o cercam. Ignorância é não saber, e não saber que não se sabe, ou ignorar conhecimento, omitir-se conhecer ou passar a conhecer, é negar a captação e aceitação do conhecimento científico provável e comprovado através de métodos científicos e lógicos. (fonte: Wikipédia)

O que fazer para combater a doença ?

O tratamento da doença é muito simples, basta apenas um pouco de informação e compreensão dos fatos ocorridos no cotidiano, podendo ser adquirido através de jornais, revistas, internet, televisão e principalmente bons livros que não tratem de simples histórias românticas, como Crepúsculo. Adquirir sempre o máximo de conhecimento possível e desenvolver o pensamento crítico, permitirá ao paciente enxergar o  mundo de forma mais realista.

Como saber se estou curado?

O paciente tratado passa pensar de forma crítica demonstrando alteração na forma de vida conformista, e apresenta grande melhora no quadro de pensamentos imbecis ilógicos, mostrando grande habilidade de raciocínio lógico e crítico.

Efeitos colaterais

Apenas um efeito colateral foi apresentado pelos pacientes tratados dessa doença até agora. Os pacientes tendem a se queixar de tudo que ocorre à sua volta, como se fosse uma pequena dor incômoda em seu consciente. Em casos mais graves uma simples irritação e intolerância  à outras pessoas que sofrem de ignorância.

“A ignorância é a anestesia daqueles que não querem ver.” – Vinícius Watanabe

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkutsiga-nos no Twitter.


Arrepender-se do que fez ou do que não fez?


“Breve é a loucura, longo o arrependimento.” (Friedrich Schiller)

Na origem da palavra, arrependimento quer dizer mudança de atitude, ou seja, atitude contrária, ou oposta, àquela tomada anteriormente.

Quem um dia nunca quis voltar no tempo e refazer tudo? Quem aqui nunca se arrependeu de ter feito ou não ter feito algo?

Se arrepender de algo que não fez nos leva àquela dúvida: “Será que eu teria me dado bem SE eu tivesse feito aquilo?”, fazendo com que nós tenhamos a imensa vontade de querer voltar no tempo pra refazer a história.

Por que as pessoas deixam de fazer? Vários motivos; a falta de coragem, indecisão e o maior motivo é o medo de se arrepender de ter feito. Mas como saberemos se a decisão que tomamos é errada? Não seria melhor testar para saber? Pra mais tarde não sofrer com a dúvida impertinente do “e se tivesse”.

“O arrependimento sincero é geralmente resultado da oportunidade perdida.” (Emanuel Wertheimer)

O ser humano tem um grande dificuldade em simplesmente viver. Vive do passado e esquece do presente. Pensa e planeja o amanhã e nem se quer nota que o dia de hoje está passando. O ser humano simplesmente existe e não vive. Sonha e não realiza. Portanto pense no que está passando e veja que “tempo” é uma palavra muito preciosa no vocabulário da vida. E se tiver um grande sonho, permita que ele deixe de ser somente algo abstrato e se torne algo real. Pois sonhos são planos e algum dia, seja hoje ou amanhã, ele com certeza será real, pois afinal de contas até mesmo você já foi somente um sonho e hoje é mais que uma realidade. Então viva, sonhe e crie, e mesmo que você não acredite em si mesmo ou fracasse, lembre-se sempre que é melhor você se arrepender de algo que não fez do que algo que você fez.

“Quem se arrepende de ter errado é quase inocente. ” ( Sêneca )

Carpe Diem

Não importa quanto tempo nos resta, o importante é que quando chegar sua hora, você não se arrependa daquilo que não viveu. O psiquiatra e escritor Roberto Shinyashiki diz que boa parte das pessoas quando estão no leito de morte não se arrependem de não ter acumulado mais bens ou de ter se vingado de algum inimigo. Elas se arrependem de não ter vivido mais. De não ter amado mais. De não ter dado valor às pequenas coisas. Quem não se lembra da música Epitáfio do grupo Titãs?
Perguntaram ao líder espiritual Dalai Lama o que mais o surpreendia na humanidade, e ele respondeu:

“Os homens… Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro. E vivem como se nunca fossem morrer… E morrem como se nunca tivessem vivido.”

Por isso, seguindo a ideia do carpe diem,  eu recomendo que você VIVA! Que aproveite seus dias o máximo que puder, concentre-se naquilo que pode fazer hoje, construa seu futuro com muita energia e motivação, e que você possa acima de tudo despertar seu potencial máximo para viver uma vida completa, cheia de realizações, propósito e principalmente sem arrependimentos pelo que deixou de fazer.

Uma música de exemplo para o arrependimento de coisas que fez e de coisas que deixou de fazer.

“O covarde nunca tenta, o fracassado nunca termina e o vencedor nunca desiste.” (Norman Vincent Peale)

Fontes: http://pt.wikipedia.org

http://dodia.fashionblog.com.br

http://www.fernandooliveira.com.br/blog


Certo e Errado


Uma pessoa pode viver uma vida inteira pensando que tudo que faz é certo ou errado. Nascemos, vivemos e morremos sabendo o que é certo e errado. Não desagradar os outros é certo! Não roubar é certo! Matar é errado! Por quê acreditamos nessas coisas, e principalmente por quê seguimos tais regras?

Desde quando nascemos nossos pais mostram o que é certo e errado, colocam todos os dias em nossas cabeças regras e mais regras que ditam nossas vidas muito provavelmente até o dia de nossa morte. Simplesmente acreditamos neles, porque são nossos pais, os consideramos como a verdade absoluta das coisas sem questionar.  Dessa maneira sabemos desde pequenos o que é certo e o que é errado. Mas se aprofundarmos mais nesse pensamento chegaremos a simples questão: “Mas quem falou para as pessoas o que é certo e o que é errado?”.

A resposta para essa questão é:  as leis. As leis ditam o que é certo e o que é errado. Seguimos nossas leis, que foram criadas para manter a ordem e a civilidade entre as pessoas. As leis por sua vez, foram criadas por outras pessoas, que baseados nos ensinamentos cristãos e colocaram em prática criando as leis que conhecemos hoje. Mas quem disse que o que a lei diz é certo?

Elas foram criadas por nosso poder legislativo, que pode criar qualquer tipo de lei, desde que seja aprovada por uma maioria de políticos.  Mas essas leis e regras são o que ELES consideram certo e errado, não seguimos o que consideramos certo e errado, mas sim o que 1 pessoa considera certo ou errado. O individualismo nos é tirado a partir do momento em que nascemos quando tomamos nossos primeiros tapinhas quando fazemos algo que naquele momento parece errado para nossos pais.

Mas a lei não deve ser vista como algo inquestionável. Temos esse poder de questionar, ainda mais quando aqueles que deveriam melhorar nosso país criam leis aumentando seus salários.

Não decidimos o que é certo ou errado, a socidade é quem nos diz, portanto nada é certo nem errado!

Devemos questionar o que é certo e o que é errado. Quando chegar a uma conclusão, a única conclusão certa é que não existe certo e errado. Quando dizemos que algo é certo ou errado é baseado em nossos princípios, e na grande maioria das vezes não se trata de CERTO ou  ERRADO, mas sim de o que nos agrada e o que não agrada. Baseado nisso, punimos nossos filhos, criamos nossas leis, escolhemos nossas crenças, ditamos nossa vida. O conceito de certo e errado talvez tenha sido a pior idéia da humanidade, que ao invés de apenas viver em harmonia, ficou pensando/escrevendo/ditando o que é certo e errado. A partir do momento em que criamos o conceito de certo ou errado criamos religiões, que foram se apoderando do pensamento humano e definindo seus próprios conceitos de certo e errado, e mais tarde de bem e mal, que no fim acaba sendo a mesma coisa, apenas mais uma forma de manipular as massas.Você não deve se vestir como todos se vestem, nem pensar da forma como todos pensam.

Não digo que não devemos mais obedecer a regras e desrespeitar leis, mas que apenas criemos o bom senso de questionar se o que fazemos é certo ou errado, até que chegue o momento em que não haja mais certo ou errado, e tudo que restar seja viver a vida.

“Não digo que você está errado, nem certo, apenas sei que eu estou certo, e nada mais.” – Vinícius Watanabe

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Não compre nada no dia 27 de novembro


Largue seu cartão de crédito, dinheiro, cheques… em casa, você não precisará deles hoje.

Numa tentativa de protesto contra o consumismo, foi criado o Buy Nothing Day, que é o dia internacional de não comprar nada. Ele é realizado sempre no último sábado de novembro, e surgiu no Canadá pelo artista Ted Dave.O Buy Nothing Day (Dia de Não Compar Nada) tem como objetivo evitar compras durante 24 horas, será que você consegue sobreviver?

Às vezes devemos nos lembrar de que nem todo produto consumido por nós vai nos fazer bem ou realmente o queremos, muitas das vezes que compramos algo é simplesmente por causa da embalagem, influencia da mídia ou de outras pessoas que também nos influenciam. Quantas vezes você já não foi limpar um armário ou uma gaveta e encontrou aquele objeto que tanto quis, mas depois de utilizar duas ou três vezes, você colocou-o no armário e simplesmente se esqueceu dele?

Um ótimo exemplo de coisas que consumimos muitas vezes sempre precisar são celulares. Existem pessoas que a cada 6 meses troca de celular, e realmente é um mercado inacabável. A quantidade de modelos novos de celulares que são lançados por dia é inacreditável, e nos últimos anos o celular tem evoluído e tanto na forma e no design como também em seus aplicativos e funcionalidades, hoje podemos dizer que nossos celulares são pequenos computadores portáteis. Mas muitas vezes o que nos leva a trocar de celular é a propaganda feita sobre eles. Na grande maioria dos casos, trocamos de telefone móvel apenas porque o design desse é mais bonito, ou possui cores diferentes, ou simplesmente tem um botão a mais que não faz a menor diferença naquele aparelho a não ser para a estética.

Muitas das coisas que compramos são desnecessárias, e a não compra delas pode resultar na economia de muito dinheiro ou na compra de algo que você realmente precisa. Pense nisso:

Comentem.

“Quando começou a comprar almas, o diabo criou a sociedade de consumo.” – Millor Fernandes

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Número de pessoas estúpidas no Brasil passa de 1 milhão


A população brasileira está crescendo rapidamente. Em 2000 o censo demográfico realizado no país registrava cerca de 169.590.693 habitantes, e segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), nesse ano (2010) a população brasileira está em 192.304.735 habitantes.

Veja no link, sobre uma noticia do Jornal Nacional:

G1 Globo – Jornal Nacional

Durante as eleições desse ano, o candidato a deputado federal Francisco Everardo Oliveira, também conhecido como Tiririca, foi o candidato a deputado mais votado, conseguindo mais de 1,3 milhão de votos. Esse é um grande dado estatístico para definirmos o número de pessoas imbecis no país. Agora o caso dele está sendo julgado, e conseguiram que o juiz de a sentença até o dia 17 de dezembro, quando o Tiririca estará diplomado. O que foi isso? Ele conseguiu burlar a justiça? Ele deu o clássico “jeitinho brasileiro”? Talvez, mas acho que a realidade dos fatos é outra. Sinceramente, acredito que grande parte desses votos veio de pessoas que diziam: “Eu não sei em quem votar. Todos são ruins, então vou votar no Tiririca mesmo, porque não vai fazer diferença.”. Aí que tá, mais de 1,3 milhões de pessoas acharam que não faria diferença para o país. Isso é uma vergonha para a população brasileira, que só sabem reclamar de tudo. “Olha como as coisas estão!”, “O governo não faz nada!”, “Todos os políticos são ladrões!”. A verdade é que existe uma situação totalmente errada neste país, não existe? Crueldade e injustiça, intolerância e opressão. […]

De quem é a culpa? Com certeza existem aqueles que são mais responsáveis do que outros, e eles vão ter que prestar contas. Mas verdade seja dita, se procuram os culpados, só precisam se olhar no espelho. Estamos vivendo momentos que não sabemos mais discernir o certo do errado, ou talvez o melhor para nós e o pior, já que não acredito muito no significado de certo e errado.

Se acha que o país está ruim. Que os nossos políticos e governantes não fazem nada a não ser nos roubar. Gritem. Saiam nas ruas. Não temos que ser governados por quem não queremos. A justiça nesse país está perdendo o sentido, quando pessoas com mais dinheiro que outras podem simplesmente pagá-la para ser vendada. Se não gostamos de um candidato simplesmente temos o poder de mudar. “O povo não deve temer seu estado. O estado deve temer seu povo.”  Afinal, igualdade, justiça e liberdade são mais que palavras, são perspectivas.

“Os artistas usam a mentira para revelar a verdade, enquanto os politicos usam a mentira para esconde-la.” – V for Vendetta (V de Vingança)

Comentem

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.