Frase do dia: "Nunca encontrei uma pessoa tão ignorante que não pudesse ter aprendido algo com sua ignorância." – Galileu Galilei

O passar dos segundos


Passam-se os dias, os meses, os anos, as vidas. Tudo parece estar em constante mudança, terrenos que antes eram habitados por pequenos animais que consumiam apenas o necessário para sua sobrevivência, hoje é o hábitat de diferentes espécies de grandes colunas verticais que com suas “raízes” fincadas no solo do capitalismo, sugam a energia e os nutrientes dos seres que nelas vivem. Habitantes que parecem simplesmente tentar se encaixar no compasso dos clicks do relógio, movidos por uma ideologia instalada em suas cabeças, que os fazem marchar em direção à terra prometida, cobiçada por muitos que não fazem a menor idéia do que existe lá, nem o “por que” batalham tanto para nela chegar. Prometida por alguém que não existe, mas que mesmo assim controla uma sociedade que não tem mais no que acreditar, mas que acreditam para que possam ocupar o vazio que sentem em relação a suas vidas.

Simples seres automatizados recompensados com bananas que mal satisfazem a fome de um povo faminto, que se esquecem de suas necessidades simplesmente ao olhar 4 horas por dia para um cubo espelhado, que promete o transporte da informação de forma rápida, mas que garante a mesma de forma enlatada.

O que fazemos? Para onde vamos? Não importa, contanto que você simplesmente faça e vá. Crianças que antes eram ensinadas a não serem “mal educadas”, hoje são ensinadas a não terem bebês e correrem o risco de serem contaminadas com HIV.

O stress do dia a dia que antes era combatido com pequenos momentos de descontração e risadas com os amigos, hoje é diluído em álcool e outras coisas piores para que possamos apenas ter nosso desligamento temporário.

O que fazemos não é mais tão natural, não dizemos mais porque queremos, não ouvimos mais porque gostamos, nem mesmo pensamos mais da forma que desejamos, se é que alguma vez já pensamos por nós mesmos.

Talvez realmente seja como muitos conformados dizem: “Não há mais o que fazer”.

“Perder tempo em aprender coisas que não interessam, priva-nos de descobrir coisas interessantes.” – Carlos Drummond de Andrade

Siga-me no Twitter @VinWatanabe

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.

Anúncios

5 Respostas

  1. “criticou a igraja suavemente”

    14 de julho de 2011 às 11:22

  2. o ideal do capitalismo está fincado em todos nós..
    Estudo ~> trabalho ~> dinheiro ~> felicidade
    será esse o pensamento de felicidade que todos sonhamos ?
    processo natural no mundo de hoje..

    14 de julho de 2011 às 11:31

  3. Eduardo

    Por acaso encontrei o blog de vocês, li dois post e achei interessantíssimo, já estão nos meus favoritos, espero que sempre compartilhem com nós internautas essas idéias que precisam circular no nosso córtex frontal.

    2 de setembro de 2011 às 21:53

  4. Olá meu querido, sua postagem é bem interessante e nosso amigo Leandro_tk está correto, pelo menos sua fala deixa claro em alguns pontos, mas o qua mais chamaou a minha atenção foi seu fechamento: “Talvez realmente seja como muitos conformados dizem: “Não há mais o que fazer”, e confirmo que realmente é um fato a pensar, só quero ressaltar que tudo isso é nossa culpa, somos os piores mordomos que existe na face da terra, não cuidamos do que é nosso, destruimos nossos bens e procuramos sempre um bote espiatório, menos admitirmos sermos os únicos responsáveis por todos os acontecimentos em volta de nós, a igreja e outros periféricos, em sua pequena minoria é o único povo que conheço que tem alguma esperança e, isso é o fio da espada, pois na falta desse o ser humano perde a noção de mundo e fica sem rumo e sem direção de fato, entretanto contrariando sua última frase quero dizer: ‘há sim o que fazer, só depende de mim, de você e de nós’, um abraço meu querido, se possível visite meu site que acabei de criar, fica com Deus.

    23 de novembro de 2011 às 21:52

  5. Há sim oque fazer, esvaziar as casas de show e lotar as igrejas. Esquecer as músicas diabólicas e aprender e cntar hinos religiosos de louvores glórias e agradecimentos a Deus.
    Que Deus nos abençoe e mude os cabeças ocas em pastores para condizir os que vem atraz.
    Lademir Urman.

    6 de fevereiro de 2014 às 10:47

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s