Frase do dia: "Nunca encontrei uma pessoa tão ignorante que não pudesse ter aprendido algo com sua ignorância." – Galileu Galilei

Arquivo para fevereiro, 2011

Arrepender-se do que fez ou do que não fez?


“Breve é a loucura, longo o arrependimento.” (Friedrich Schiller)

Na origem da palavra, arrependimento quer dizer mudança de atitude, ou seja, atitude contrária, ou oposta, àquela tomada anteriormente.

Quem um dia nunca quis voltar no tempo e refazer tudo? Quem aqui nunca se arrependeu de ter feito ou não ter feito algo?

Se arrepender de algo que não fez nos leva àquela dúvida: “Será que eu teria me dado bem SE eu tivesse feito aquilo?”, fazendo com que nós tenhamos a imensa vontade de querer voltar no tempo pra refazer a história.

Por que as pessoas deixam de fazer? Vários motivos; a falta de coragem, indecisão e o maior motivo é o medo de se arrepender de ter feito. Mas como saberemos se a decisão que tomamos é errada? Não seria melhor testar para saber? Pra mais tarde não sofrer com a dúvida impertinente do “e se tivesse”.

“O arrependimento sincero é geralmente resultado da oportunidade perdida.” (Emanuel Wertheimer)

O ser humano tem um grande dificuldade em simplesmente viver. Vive do passado e esquece do presente. Pensa e planeja o amanhã e nem se quer nota que o dia de hoje está passando. O ser humano simplesmente existe e não vive. Sonha e não realiza. Portanto pense no que está passando e veja que “tempo” é uma palavra muito preciosa no vocabulário da vida. E se tiver um grande sonho, permita que ele deixe de ser somente algo abstrato e se torne algo real. Pois sonhos são planos e algum dia, seja hoje ou amanhã, ele com certeza será real, pois afinal de contas até mesmo você já foi somente um sonho e hoje é mais que uma realidade. Então viva, sonhe e crie, e mesmo que você não acredite em si mesmo ou fracasse, lembre-se sempre que é melhor você se arrepender de algo que não fez do que algo que você fez.

“Quem se arrepende de ter errado é quase inocente. ” ( Sêneca )

Carpe Diem

Não importa quanto tempo nos resta, o importante é que quando chegar sua hora, você não se arrependa daquilo que não viveu. O psiquiatra e escritor Roberto Shinyashiki diz que boa parte das pessoas quando estão no leito de morte não se arrependem de não ter acumulado mais bens ou de ter se vingado de algum inimigo. Elas se arrependem de não ter vivido mais. De não ter amado mais. De não ter dado valor às pequenas coisas. Quem não se lembra da música Epitáfio do grupo Titãs?
Perguntaram ao líder espiritual Dalai Lama o que mais o surpreendia na humanidade, e ele respondeu:

“Os homens… Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro. E vivem como se nunca fossem morrer… E morrem como se nunca tivessem vivido.”

Por isso, seguindo a ideia do carpe diem,  eu recomendo que você VIVA! Que aproveite seus dias o máximo que puder, concentre-se naquilo que pode fazer hoje, construa seu futuro com muita energia e motivação, e que você possa acima de tudo despertar seu potencial máximo para viver uma vida completa, cheia de realizações, propósito e principalmente sem arrependimentos pelo que deixou de fazer.

Uma música de exemplo para o arrependimento de coisas que fez e de coisas que deixou de fazer.

“O covarde nunca tenta, o fracassado nunca termina e o vencedor nunca desiste.” (Norman Vincent Peale)

Fontes: http://pt.wikipedia.org

http://dodia.fashionblog.com.br

http://www.fernandooliveira.com.br/blog

Anúncios

Conflitos por todos os lados… e o que nós fazemos?


Às vezes o povo brasileiro deveria ser mais forte, ou simplesmente um pouco mais inteligente. Enquanto muitos jovens se esforçam estudando cada vez mais por um futuro melhor, 3,4 milhões não estudam nem trabalham (fonte: eBand). Não fazem nada. Se o futuro da nação são os jovens, acredito que acabei de citar o principal motivo do “por que” da nossa estar tão atrasada em relação a outras como Estados Unidos e Japão. Estudar faz com que desenvolvamos um raciocínio crítico, e faz com que não nos conformemos com coisas erradas que vemos no nosso dia a dia.

Este é o comentário de um vloger, que coincide um pouco com minha opinião. (Desculpem os palavrões do vídeo, apenas ignorem).

“O povo não deve ter medo do governo, o governo é que deve ter medo de seu  povo.” – V de Vingança

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.