Frase do dia: "Nunca encontrei uma pessoa tão ignorante que não pudesse ter aprendido algo com sua ignorância." – Galileu Galilei

Arquivo para setembro, 2010

Conformidade inconformável


Vivendo nesse mundo cada vez mais perdido podemos observar pessoas que estão constantemente reclamando e inconformadas com certos comportamentos da sociedade ou até mesmo com nossos candidatos políticos. Esse fato ocorre, pois com o passar do tempo a sociedade foi perdendo o espírito de união e a única coisa pela qual se une nos dias de hoje é para assistir ao jogo de futebol que está passando na televisão.

Perdemos o espírito de revolução, antigamente quando a população estava insatisfeita, todos saiam às ruas reivindicando seus direitos, nos tempos mais antigos, quando uma população se inconformada com os atos dos reis, seus governantes eram simplesmente decapitados em praça pública sem dó nenhuma. Não estou dizendo que devemos decapitar nossos governantes, mas o ponto em que quero chegar é que devemos recuperar esse espírito de população, de sociedade brasileira, e lutarmos por nossos direitos para que esses palhaços que estão se elegendo para o governo não venham a nos representar. Pense bem, algum daqueles é a pessoa que você quer que represente o Brasil durante os próximos anos?

O país está com um grave atraso na política, educação, economia, e em vários outros setores graças à corrupção que ocorre no nosso governo. Há quantos anos já não os ouvimos sempre prometendo o mesmo repertório de promessas, dizendo que vão melhorar a educação, saúde, transporte e que se não fizermos nada pelos próximos 100 anos nada vai mudar, e nossos filhos e netos viveram num Brasil idêntico ao de hoje ou até pior.

Portanto, pense bem.

Você está conformado com o país em que vivemos? Com nossos governantes? Você está feliz com sua vida? Comente.

“…O conformismo é carcereiro da liberdade e inimigo do crescimento…” – John Kennedy

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.

Anúncios

A razão por trás da racionalidade


Ser racional não é apenas pensar e observar as neuroses do mundo moderno, é criticar e procurar soluções e possibilidades para a cura do mundo.

Grande parte das pessoas vive pensando que a racionalidade é uma doença no mundo moderno, mas dizem isso porque não conseguem, ou melhor dizendo, não querem ter um simples pensamento racional em suas mentes inertes, onde apenas absorvem as informações sem nenhum tipo de questionamento, logo acreditam que o que lhes foi dito é certo.

Vivemos num mundo onde a competição está embutida no nosso dia a dia, temos que competir no trabalho para mantermos nosso emprego ou para melhorarmos de vida, e até mesmo competimos na educação para conseguirmos uma vaga na universidade, e o que diferencia um competidor de outro é a lógica do pensamento racional.

Portanto a racionalidade não é nenhum tipo de salvação, e sim a doença daqueles que vêem o mundo doente.

E  você?  O que pensa sobre a racionalidade dos dias de hoje?

” A racionalidade não traz conhecimento algum sem a loucura.” – Willi Perri

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Dinheiro compra felicidade?


Sinto informar, mas dinheiro não compra felicidade, mas ajuda a obtê-la. É por esse motivo que tanta gente vive angustiada juntando dinheiro para quando chegar o dia em que não precisarão mais se preocupar com a falta dele.

Todos precisamos de bem – estar e conforto de vez em quando, caso contrário enlouqueceríamos se tivesse que trabalhar por muito tempo sem podermos ter nossos momentos de lazer e reflexão. Dinheiro é um elemento que quando não garantido nos colocam em situações de estresse. Quando temos isso garantido podemos nos ver mais livres, podemos gastar e fazer aquilo que desejamos, dessa forma nos proporcionando um certo bem estar ou felicidade.

Mas por outro lado ter dinheiro não nos garante que tenhamos amizades verdadeiras e o amor, que são essenciais para o ser humano se sentir completo.

Um dos sinais de que dinheiro não tem tanto a ver com felicidade é o índice de suicídios por países. O suicídio está mais ligado aos sentimentos depressivos de solidão das pessoas. Entre os países com alto índice de suicídio estão os Estados Unidos e a França, com cerca de 460 a 500 pessoas para cada 100 mil habitantes, enquanto no Brasil e no México (relativamente mais pobres) este número fica entre 80 a 160.

“Se você ganhar muito dinheiro, coloque-o a serviço de ajudar os outros, enquanto você for vivo. Esta é a maior satisfação de riqueza.” – Dalai Lama


Fonte: Mundo Estranho

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Seres etiquetados


” Em minha calça está grudado um nome que não é meu de batismo ou de cartório, um nome… estranho.

Meu blusão traz lembrete de bebida que jamais pus a boca, nesta vida. Em minha camiseta, a marca de cigarro que não fumo, até hoje não fumei…

…Estou, na moda.

É doce estar na moda, ainda que a moda seja negar minha identidade, trocá-la por mil, açambarcando todas as marcas registradas, todos os logotipos do mercado.

Com que inocência demito-me de ser, eu que antes era e me sabia tão diverso de outros seres diversos e conscientes de sua humana, invencível condição…

…Onde terei jogado fora me gosto e capacidade de escolher, minhas idiossincrasias tão pessoais, tão minhas que no rosto se espelhavam, e cada gesto, cada olhar, cada vinco da roupa resumia uma estética?

Hoje sou costurado, sou tecido, sou gravado de forma universal, saio da estamparia, não de casa, da vitrine me tiram, recolocam, objetivos estáticos, tarifados.

Por me ostentar assim, tão orgulho de ser não eu, mas artigo industrial, peço que meu nome retifiquem.

Já não me convém o título de homem, meu nome novo é coisa.

Eu sou a coisa, coisamente.”

Adaptação do poema de Carlos Drummond de Andrade, O Corpo. Trecho retirado do livro S.E.R, de Cristiane Saad.

“Toda propaganda tem que ser popular e acomodar-se à compreensão do menos inteligente dentre aqueles que pretente atingir.” – Adolf Hitler

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.


Mundo X Capitalismo


O aquecimento global é um dos grandes problemas enfrentados por nós nos dias de hoje, e a cada dia que passa esse aquecimento do planeta se torna cada vez mais intenso. De quem é a culpa? Dos políticos mundiais? Certo… talvez eles tenha parte da culpa, mas não podemos culpá-los completamente por isso. A culpa de o planeta estar apodrecendo mais e mais a cada dia é sua, é minha, é de todos que vivem nesse planeta.

O ser humano é um animal descontente com o que tem, sempre está à procura de mais. Não se contenta com apenas um carro, mas precisa comprar mais um ou trocar o seu carro há aproximadamente cada quatro anos. As pessoas tinham que tomar mais consciência das coisas que fazem, os governantes tinham que melhorar o transporte público do país que é a coisa mais estressante para qualquer um que dependa desse meio de transporte, e as pessoas deveria utilizá-los mais, deixar seus carros em casa e ir de transporte público para o trabalho. Dessa forma a emissão de dióxido de carbono na atmosfera diminuiria drasticamente.

O ano passado o Brasil passou por uma das maiores crises de enchente já vista, isso tudo se deve ao lixo que as pessoas depositam nas ruas de forma estúpida por causa de uma preguiça de segurar o seu maldito lixo para jogar no lugar adequado, e muitas vezes acabam entupindo os bueiros de esgoto. Sinceramente, se você é uma dessas pessoas preguiçosas que não consegue segurar o próprio lixo, por favor, peço-lhe humildemente que leia esse texto até o final e mude seu comportamento, caso o contrário nunca mais acesse este blog.

Graças ao sistema capitalista, as fábricas passaram a produzir cada vez mais eliminando gazes poluentes na atmosfera e jogando produtos nocivos a saúde nos oceanos e lagos. Não temos mais o mínimo respeito pelo meio ambiente.

Tente ver o planeta como o corpo humano. Quando algum vírus invade o corpo humano, o sistema imunológico ataque esse vírus ou bactéria aumentando a temperatura, diminuindo a pressão sanguínea, enviando glóbulos brancos para combater esse invasor. E com o planeta não é diferente, nós destruímos tudo em que tocamos, poluímos o ar que respiramos, destruímos a floresta amazônica, despejamos lixo na água em que bebemos e no final apenas achamos que estamos certos sem nos importar com as consequências. As consequências são as que vemos na televisão todos os dias tornados, mudanças climáticas repentinas, enchentes, muito calor ou muito frio em determinadas áreas do planeta… entre outros. Essa é a forma do planeta de se livrar de nós que somos os parasitas que habitamos este corpo tão belo.

De um lado da balança vemos muito dinheiro e riquezas que podem comprar muitas coisas, casas, carros e objetos para nosso conforto, do outro lado temos o planeta inteiro. De que adiante ter tanta riqueza, tanto conforto, se não tivermos um planeta para viver?

O vídeo abaixo é um trailer do filme “Uma verdade inconveniente”. É um ótimo filme para se repensar nossas ações, assistam.

“É triste pensar que a natureza fala e que o gênero humano não a ouve.” – Victor Hugo

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.