Frase do dia: "Nunca encontrei uma pessoa tão ignorante que não pudesse ter aprendido algo com sua ignorância." – Galileu Galilei

Observar é preciso


Um grande mal dos dias de hoje é a ignorância, ou melhor dizendo, é a falta de observação e atenção das pessoas.

Quantas vezes já não nos aconteceu algo que poderíamos ter evitado se simplesmente tivéssemos prestado atenção em certas pistas ou evidências?

Prestando atenção no que fazemos, com quem conversamos, podemos deduzir coisas que muitas vezes podem parecer obvias, mas que por uma desatenção, nós vemos mas não observamos. Por exemplo, você sabe quantos degraus há na escada da sua casa? Quantas canetas há no seu estojo? Onde cada coisa está localizada no seu quarto? Esses podem ser exemplos um pouco bestas, mas fazem parte da observação.

Da próxima vez que você sair e encontrar alguém comece a observar a pessoa, as coisas mais simples geralmente são as mais reveladoras. Sempre observe e questione atentamente, por exemplo, observando o sapato de alguém você percebe que está muito gasto e velho com um pequeno furo na borda, as roupas da pessoa estão antiquadas e um pouco antigas, a cor está desbotada e a barra da calça está um pouco rasgada pelo desgaste que é causado por ficar arrastando no chão. O que se pode concluir é que essa pessoa está passando por problemas financeiros provavelmente, e gasta suas economias mais em comida para sobreviver do que em vestimentas, a barra da calça rasgada de tanto arrastar no chão pode indicar que talvez essa pessoa tenha ganhado a calça e como não lhe serviu, era maior que o seu tamanho por isso arrasta no chão. Mas tudo isso são hipóteses, deve-se sempre analisar tudo, desde a aparência física da pessoa até o ambiente em que você está localizado.

Ou ao encontrar com um colega na casa dele você perceba que metade da camisa dele está molhada e que seu guarda chuva também está o que se pode concluir que provavelmente ele chegou momentos antes de você tocar a campainha da casa dele, ele estivesse em algum lugar que estivesse chovendo e provavelmente estava a pé, e que só metade da camiseta estava molhada, pois dividiu o guarda chuva com alguém.

Finalizando, para se fazer conclusões mais certeiras devem-se sempre observar os sinais (evidências) e sempre questionar o “por que” de tudo, dessa forma você poderá tornar-se um grande observador.

“Você vê, mas não observa.” – Sherlock Holmes

Gostou? Entre em nossa comunidade no Orkut e siga-nos no Twitter.

Anúncios

Uma resposta

  1. Lucas

    Muito bom cara! Eu me interesso muito por esse assunto: A Ciência da dedução! Pena que poucos valorizem! Venho treinando de uns tempos para cá, as vezes acerto e as vezes não! Mas é praticando que se aprende!

    5 de abril de 2013 às 2:09

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s